Regentes

Claudio Abbado - Beethoven Symphony No 5
Claudio Abbado conducts Beethoven Symphony
No. 5 with the Berlin Philharmonic Orchestra, in 2001

Claudio Abbado

O maestro Claudio Abbado nasceu na Itália, em 1933. Estudou piano no Conservatório de Milão e regência na Academia de Musica de Viena. Em 1958, venceu a Competição Koussevitcky, mas foi o Prêmio Mitropoulos que o tornou um maestro mundialmente conhecido.

Abbado fez sua estréia no Teatro Alla Scala de Milão em 1960, onde trabalhou como diretor musical de 1968 a 1986. Iniciou suas atividades na Filarmônica de Viena em 1965 e, desde então, dirigiu orquestras de fama internacional, como a do Scala de Milão, a referida Filarmônica de Viena e a Orquestra Sinfônica de Londres. Interpretou autores clássicos vienenses e óperas italianas, assim como compositores contemporâneos, como Gustav Mahler. Em 1989, sucedeu Hebert Von Karajan como regente titular e diretor artístico da Filarmônica de Berlim, onde ocupou o cargo até 2002, quando foi sucedido por Simon Rattle.

 

 

Daniel Barenboim - Ravel Bolero
Waldbuhne 1998. Latin American Night.

Daniel Barenboim

Daniel Barenboim nasceu em Buenos Aires, em 1942. Começou a estudar piano aos cinco anos de idade e em 1950 deu o seu primeiro concerto oficial na sua cidade natal. Atualmente, o maestro é regente titular e diretor artístico da Ópera Estatal de Berlim. Além disso, regeu grupos importantes, como a Filarmônica de Berlim e a Sinfônica de Chicago, onde acumulou o cargo de diretor artístico até 2006.

Em 1952, estreou como pianista em Viena e em Roma. Em 1954, frequentou os cursos de direção de Igor Markevich em Salzburgo e tocou para Wilhelm Furtwängler que o descreveu como um "fenômeno". No mesmo ano gravou os primeiros discos como pianista.
Atuou como solista e maestro da Orquestra de Câmara Inglesa durante mais de uma década. Após a sua estreia à frente da Filarmônica de Londres, em 1967, começou a ser solicitado pelas principais orquestras sinfônicas européias e americanas. Entre 1975 e 1989 foi Diretor Musical da Orquestra de Paris.

 

 

Simon Rattle - Ravel La Valse
Sir Simon Rattle conducts the Berlin Philharmonic in
Maurice Ravel's La Valse
From New Year's 2003 in Berlin

Simon Rattle

Simon Rattle nasceu em Liverpool, em 1955. É um maestro que ficou famoso como regente da Orquestra Sinfônica da Cidade de Birmingham. Atualmente, é diretor artístico e regente titular da Filarmônica de Berlim.

Em 1974, Rattle tornou-se regente assistente da Orquestra Sinfônica de Bournemouth, assumindo o mesmo cargo na Royal Liverpool Philharmonic Orchestra em 1977. Entre 1980 e 1998, regeu a Orquestra Sinfônica da Cidade de Birmingham. Em 1999, Rattle foi indicado para suceder Claudio Abbado nos postos de diretor artístico e regente titular da Orquestra Filarmônica de Berlim, cargos considerados como os mais prestigiosos do mundo.

Desde sua indicação, Rattle reorganizou a Filarmônica de Berlim em uma fundação, a Stiftung Berliner Philharmoniker, fazendo com que suas atividades estejam mais sob controle dos seus membros do que de políticos.

 

 

Lorin Maazel - Mahler Symphony No 1
Mahler Symphony No. 1 - Lorin Maazel -
New York Philharmonic - 54:13 - 09/12/2008

Lorin Maazel

Nascido na França e criado nos EUA, Lorin Maazel começou a estudar regência aos sete anos e fez sua estréia aos oito. Aos onze anos foi regente convidado da Orquestra Sinfônica da NBC no rádio. Sua estréia na Filarmônica de Nova York foi em 1942, quando tinha apenas 12 anos.

Foi maestro da Deutsche Oper Berlin e da Orquestra Sinfônica de Rádio de Berlim. Regeu na Ópera Estatal de Viena e, em 2002, sucedeu Kurt Masur na direção artística da Filarmônica de Nova York, cargo que ocupa atualmente.

 

 

Kurt Masur - Mendelssohn Italian Symphony
Kurt Masur conducts the Leipzig Gewandhaus Orchestra in the
first movement to Mendelssohn's Symphony no. 4.

Kurt Masur

Nascido em Brieg, na Silésia, em 1927, Kurt Masur estudou piano, composição e direção de orquestra no Conservatório de Leipzig. Em 1970, ele se tornou regente da Orquestra Gewandhaus de Leipzig, e em 1991 sucedeu Zubin Mehta no cargo de diretor artístico da Orquestra Filarmônica de Nova York, posto que abandonou com muita tristeza em 2002, após decisão do conselho de substituí-lo. Entre 2000 e 2007, ocupou o cargo de regente titular da Filarmônica de Londres. Desde 2002, o maestro atua como diretor artístico da Orquestra Nacional da França.

Em 1948, foi nomeado maestro de ensaios do Teatro Distrital de Halle e, mais tarde, chegou a desempenhar as funções de maestro titular dos Teatros de Ópera de Erfurt e Leipzig. Em 1955, aceitou a sua primeira nomeação profissional na qualidade de Maestro da Orquestra Filarmônica de Dresden e, em 1958, regressou ao domínio da Ópera, como diretor geral de música do Teatro Estatal de Mecklenburg, em Schwerin.

 

 

John Neschling

John Neschling nasceu no Rio de Janeiro em 1947. Estudou piano e, mais tarde, direção musical com Hans Swarowsky, em Viena, e Leonard Bernstein, em Tanglewood. Em 1973, assumiu a direção dos teatros municipais de São Paulo e do Rio de Janeiro. Na Europa, foi diretor artístico do Teatro Nacional de São Carlos em Lisboa, do Teatro de Sankt Gallen (Suíça), do Teatro Massimo (Palermo) e da Ópera de Bordeaux, além de ter sido regente residente na Ópera de Viena.

À frente da OSESP de 1997 a 2008, Neschling elevou o grupo a níveis internacionais, tornando-o reconhecido pela crítica internacional. Como condição para sua vinda a São Paulo, exigiu a construção de uma sala de concertos para a orquestra. O resultado foi a Sala São Paulo. Durante sua gestão, o número de assinantes da orquestra chegou a quase 12.000, foram criadas a Academia de Musica da OSESP, o Centro de Documentação Musical Eleazar de Carvalho, a Editora Criadores do Brasil entre outros projetos.

Neschling dedica-se também à composição para cinema e teatro, sendo o autor das trilhas sonoras dos filmes Pixote, O Beijo da Mulher-Aranha, Lúcio Flávio, o Passageiro da Agonia, Gaijin - Os Caminhos da Liberdade e Os Condenados, e da minissérie Os Maias.

 

 

Minczuk em Calgary - Beethoven Symphony No 5
Beethoven: Symphony no 5 in C minor, Op. 67
Ensemble: Calgary Philharmonic Orchestra
Conductor: Minczuk, Roberto

Roberto Minczuk

Roberto Minczuk, nascido em São Paulo, em 1967, é o diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica Brasileira da Cidade do Rio de Janeiro, do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, da Filarmônica de Calgary, e diretor artístico do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão.

Ocupou os postos de diretor artístico adjunto e regente associado da OSESP, da Sinfônica de Ribeirão Preto e regente titular da Sinfônica da Universidade de Brasília. Já regeu as Filarmônicas de Nova York, Los Angeles e Israel, orquestras da Filadélfia, Cleveland e Minnesota; sinfônicas de San Francisco, St. Louis, Atlanta, Baltimore, Montreal, dentre outras. Na Europa, regeu as sinfônicas da BBC de Londres, de Cardiff e Escocesa; as filarmônicas de Londres, Royal Liverpool, Oslo, Hallé, Rotterdam; as orquestras nacionais da França, Lyon, Bélgica, Lille e Royal National Scottish.

Estreou nos Estados Unidos regendo a Filarmônica de Nova York em 1998 e, em 2002, foi convidado a assumir o posto de regente associado, cargo pela última vez ocupado por Leonard Bernstein.

 

 

Mariss Jansons - Bizet Farandole
"L'Arlésienne Farandole, opéra de Bizet
toute la Provence !!!!!
Sublîme, fantastique, grandiose!!"

Mariss Jansons

Mariss Jansons é regente titular da Orquestra Concertbouw de Amsterdam, que recentemente desbancou do posto de melhor do mundo a Filarmônica de Berlim (na avaliação da Revista Gramophone, especializada em música erudita). Nascido na Letônia, em 1943, estudou violino, piano e direção de orquestra no Conservatório de Leninegrado.

Em 1969, prosseguiu a sua formação em Viena com Hans Swarowsky e em Salzburgo com Herbert von Karajan.

De 1971 a 1999, foi Maestro Titular Associado da Orquestra Filarmônica de São Petersburgo e, de 1979 a 2000, Maestro Titular da Orquestra Filarmônica de Oslo. Entre 1992 e 1997, ocupou o lugar de Maestro Principal Convidado da Filarmônica de Londres. De 1997 até 2004, dirigiu a Orquestra Sinfônica de Pittsburgh. Em 2003 sucedeu Lorin Maazel como regente titular da Bavarian Radio Simphony Orchestra, cargo que ocupa até hoje.

Colaborou com as principais orquestras americanas, incluindo as de Nova Iorque, Boston, Cleveland, Chicago e Filadélfia. Dirigiu ainda a Sinfônica de Londres, a Filarmônica de Londres, a Filarmônica de Israel e a Orquestra do Tonhalle de Zurique. As suas frequentes atrações e digressões com as Filarmônicas de Viena e de Berlim tiveram uma especial importância no seu percurso.

 

 

Filarmonica de Minas Gerais
Trecho da "Symphonie Fantastique" op.14
Orquestra Filarmônica de Minas Gerais Regente: Fabio Mechetti

Fabio Mechetti

Nascido em São Paulo, Fabio Mechetti é Regente Titular e Diretor Artístico da Orquestra Sinfônica de Jacksonville desde 1999. Foi Regente Titular da Orquestra Sinfônica de Syracuse e da Orquestra Sinfônica de Spokane da qual é, agora, Regente Emérito. Em 2008 passou a ser também o Diretor Musical e Regente Titular da Orquestra Filarmônica de Minas Gerais com a qual vem realizando um trabalho de reformulação artística.

Antes disso, foi regente associado de Mstislav Rostropovich na Orquestra Sinfônica Nacional de Washington e Regente Residente da Orquestra Sinfônica de San Diego. Fez sua estréia no Carnegie Hall de Nova York, conduzindo a Orquestra Sinfônica de New Jersey, e tem dirigido inúmeras orquestras americanas como as de Seattle, Buffalo, Utah, Rochester, Phoenix, Columbus entre outras. No Brasil, foi convidado a dirigir a Sinfônica Brasileira, a Estadual de São Paulo, as orquestras de Porto Alegre, Brasília e Bahia, e as Municipais de São Paulo e do Rio de Janeiro.

 

 

Pascal Tortelier - Cesar Franck - Parte 2
Sinfonia em ré menor, Op. 48 Lento, allegro ma non troppo
Regente Yan Pascal Tortelier Sala São Paulo - Maio/08

Yan Pascal Tortelier

Nascido em uma família musical, filho do violoncelista Paul Tortelier, Yan Pascal Tortelier iniciou os estudos de piano e violino aos quatro anos de idade e, aos 14, venceu o primeiro concurso de violino no Conservatório de Paris. Entre 2005 e 2008, foi nomeado principal regente convidado da Orquestra Sinfônica de Pittsburgo. Tortelier estará à frente da OSESP nas temporadas de 2009 e 2010.

Nos últimos anos, tem regido importantes orquestras como a Sinfônica de Londres, Philharmonia e Filarmônica de Londres; Orquestra de Paris; as filarmônicas de São Petersburgo, de Oslo, do Teatro alla Scala de Milão, Rádio da Holanda e Orquestra Real Concertgebouw. Na América do Norte, apresentou-se com a Filarmônica de Los Angeles; as sinfônicas de São Francisco, Baltimore, Pittsburgo, Montreal e Orquestra da Filadélfia.

 

 

Esa-Pekka Salonen - Pictures at an Exhibition
Esa-Pekka Salonen conducting the Philharmonia Orchestra at the BBC Proms in August 2006 "Promenade" - "The Old Castle" Pictures at an Exhibition Modest Mussorgsky/orch. Ravel Part 1 of 4

Esa Pekka - Salonen

O finlandês Esa-Pekka Salonen é maestro e compositor. Já esteve à frente das Filarmônicas de Los Angeles e de Londres. Em abril, celebra seu concerto final no posto de diretor musical da Filarmônica de Los Angeles.

Salonen estudou composição e regência na academia Sibelius. Sua primeira experiência com maestro veio em 1979 com a Finnish Radio Symphony Orchestra, apesar de ele se considerar principalmente um compositor. Sua carreira como maestro deslanchou em 1983, quando apresentou-se com a Filarmônica de Londres - passou a ser convidado regular entre 1985 a 1994 e, em novembro de 2006, foi anunciado como o novo maestro principal da orquestra.

Salonen foi maestro principal da Swedish Radio Symphony Orchestra de 1984 - 1995, e é mundialmente reconhecido por sua dedicação em performance e gravação de músicas contemporâneas. Ele ganhou o "Gramophone Award" por sua gravação da Sinfonia nº 3 de Witold Lutoslawski.

 

 

Stephen Hough - Rachmaninov - first piano concerto
British pianist Stephen Hough (1961-) plays an extended excerpt from the first movement of Rachmaninov's First Piano Concerto in 2005 with the BBC Symphony Orchestra and conductor Osmo Vanska.

Osmo Vanska

O maestro finlandês Osmo Vänskä está à frente da Orquestra Americana do Estado de Minesotta desde 2003. Vanska iniciou a sua carreira como clarinetista e chegou a exercer o posto de clarinete principal da Filarmónica de Helsínquia entre 1977 e 1982. Vänskä iniciou em 1988 a função de Diretor Musical da Sinfônica de Lahti e, ao longo de duas décadas, transformou este grupo regional em uma das mais prestigiadas orquestras da Finlândia.

Em 2009, dirigiu a Orquestra do Minnesota na Filarmônica de Berlim, na Grande Ópera de Frankfurt, no Musikverein de Viena e no Barbican Centre de Londres. A sua relação profissional com esta orquestra estende-se até 2011, tendo recentemente completado um projeto de gravação da integral das Sinfonias de Beethoven para a editora BIS.

Como maestro convidado, dirigiu nos EUA a Orquestra de Cleveland, a National Symphony, a Filarmônica de Nova Iorque, a Orquestra de Filadélfia e as Sinfônicas de Pittsburgh, Dallas, Detroit, Houston, São Francisco, Chicago, Boston e St. Louis. Na Europa, dirigiu a Filarmônica de Berlim, a Sinfônica da BBC de Londres, a Filarmônica Checa, a Filarmônica de Helsínquia, a Orquestra do Gewandhaus de Leipzig, a Filarmônica de Londres, a Orquestra de Paris e a Orquestra do Real Concertgebouw de Amsterdam.

 

Fontes: Revista BRAVO! | Abril/2009, YouTube e Google Videos



Links

Agenda

Em cartaz Cinema

Em cartaz Teatro

Matérias: Live Earth | Disco Classics | Earth, Wind & Fire | Os Fofos Encenam | Laços do Olhar | Rock in Rio | Kool ang Gang | Lenda do Jazz no Brasil | Elizabeth Jobim - Endless Lines | Diana Krall no Brasil | Shows Novembro | Chaka Khan e Branford Marsalis | Gagaku, Bugaku e Shomyo | Cantata no Jockey | Shows 2009 | Madonna no Brasil | Maysa | Elton John | Grammy 2009 | Brit Awards | Simply Red no Brasil | Paul e Michael com ingressos esgotados | Radiohead | Prêmio internacional de fotografia: Sony World Photography | Hot List | A procura de um olhar | Burt Bacharach | Shows Abril 2009 | Virada Cultural 2009 | Oasis no Brasil | Terminator Salvation | FAM 2009 | Iggy Pop lança Preliminaries | Grande Álbuns - Michael Jackson | Festival de Inverno de Campos do Jordão 2009 | Shows 2º Semestre 2009 | Grandes Álbuns II | Dinossauros da música eletrônica ressurgem em 2009 | Festival de Cinema Veneza 2009 | Álbuns Clássicos do Jazz | Flashback Mr Groove | Festival Planeta Terra | Donna Summer | Grammy 2010 | Programação Verão 2010 | Brit Awards 2010 | Oscar 2010 | Valleys of Neptune | Albuns - Lançamentos 2009 / 2010 | Nelly Furtado no Brasil | Documentário Loki | Matérias Novas

Destaques: A volta do Queen | Babyshambles | Cantoras Brasileiras | Cena Eletronica | Clocks | Corinne Bailey | Dig Out Your Soul | Escola do Pop Rock | Horace Silver | Im Takt der Zeit | Keane | Jamie Cullum | John Legend | Julliete & The Licks | Kantata Takwa | Led Zeppelin | Madeleine Peyroux | Michael Jackson - Thriller 25 | Little Boots | Miriam Makeba | Mostra de Arte / Casais | Musicians and Machines | Nara e Fernanda | Nonsense | Oscar Peterson | Paul McCartney | Piaf - Um hino ao amor | Prokofiev | Regentes | Rotciv | Stay | Studio 54 | Yo-Yo Ma | The Heist Series | The Verve - Forth | Vanessa da Mata | Demis Roussos & Aphrodite's Child | Tommy avec The Who | Villa Lobos, Brisa Vesperal

Voltar para página inicial