N O V A I O R Q U E

História

A princípio a região de Nova Iorque era habitada pelos índios Lenape/Delaware, que ocupavam toda a região de New Jersey (onde está Nova Iorque) e o leste da Pensilvânia.


Índio Lenape / Delaware
Clique na imagem para amplia-la

Consta que o primeiro europeu a explorar a área foi o italiano Giovanni da Verrazano (1485/1528) que, em 1524, procurou um caminho para o Oceano Pacífico a serviço do rei francês Francis I. De acordo com os registros, Verrazano percorreu a costa de New Jersey, entrou na baía de Nova Iorque, e ancorou no Narrows (entre Staten Island e Long Island), onde teria recebido uma canoa dos índios Lenape/Delaware.


Giovanni da Verrazano

À época, outros exploradores passaram pela região de Nova Iorque, em 1609, Henry Hudson, a serviço da East India Company, ancorou o seu navio "The Half Moon" no extremo norte da Ilha de Manhathan e, depois, partiu para a exploração do rio que leva o seu nome, Rio Hudson, após a exploração do rio, tentou, novamente, ancorar em Manhathan, mas, um grupo de índios hostis obrigou-o a bater-se em retirada.

Somente em 1625, os holandeses fundaram Nova Amsterdam, no sul da Ilha de Manhathan, povoamento que deu origem a Nova Iorque.


Nova Amsterdan
Clique na imagem para amplia-la

Em 1647, Peter Stuyvesant (1602-1672) assumiu o governo de Nova Amsterdam e adotou medidas visando à segurança (controle de venda de bebidas e armas) e ao aumento das receitas públicas (cobrança de imposto de importação). Contudo, o grande sucesso da administração de Stuyvesant provocou um crescimento populacional desordenado (de 2000 cidadãos em 1655, para cerca de 9000 em 1664), desse total, apenas 50% eram holandeses.


Nova Amsterdan
Clique na imagem para amplia-la

No ano de 1664, o Rei Charles II (1630-1685) cedeu a seu irmão, Duque de York, uma grande quantidade de terras, incluindo, a cidade de Nova Amsterdam, desse modo, os ingleses, comandados pelo capitão Richard Nicholls, atracaram no porto com 4 navios de guerra e intimaram o governador Stuyvesant a entregar o governo, o governador sensibilizado pelos apelos dos cidadãos para que não derramasse sangue inocente, acabou assinando um tratado, em 09.09.1964, e proclamando Nicholls governador, e a cidade passou a chamar-se New York, em homenagem ao Duque de York.


Stuyvesant
Clique na imagem para amplia-la

Em 1725, foi impresso o primeiro jornal novaiorquino, denominado New York Gazette, em 1754, criada a primeira faculdade de Nova Iorque, (Universidade de Columbia), e em 1792, a mundialmente conhecida Bolsa de Valores de Nova Iorque.


A New York House in 1679
Clique na imagem para amplia-la


Universidade de Columbia
Clique na imagem para amplia-la

Na data de 23.04.1775, um mensageiro vindo de Boston informou aos novaiorquinos que a Revolução Americana estava começando, cerca de 500 navios britânicos e mais de 30.000 soldados tentaram tomar a cidade de Nova Iorque, mas a invasão foi contida, e em 04 de julho de 1776, foi declarada a independência do país, então, a população e os revolucionários americanos marcharam ao longo da Broadway e derrubaram a enorme estátua de George III.


Guerra da independência
Clique na imagem para amplia-la

De 1785 a 1790, Nova Iorque foi a capital do recém formado Estados Unidos da América. Em 1811, em virtude do crescimento acelerado da cidade (já contava com cerca de 120 mil habitantes), o governo municipal decidiu planejar a construção das vias públicas, que eram feitas desordenadamente, a partir de então, toda via pública deveria ser construída em sentido paralelo, as avenidas no sentido norte-sul, e as ruas no sentido leste-oeste.


Reforma Urabana
Clique na imagem para amplia-la

A construção do canal Erie (1825), ligando os Grandes Lagos ao Oceano Atlântico, proporcionou ao porto de Nova Iorque grande aumento de navios, tornando-se o principal porto da costa leste e um dos principais do continente americano.


Canal Erie
Clique na imagem para amplia-la

Em 16.12.1835, houve um grande incêndio em Nova Iorque, atingindo o Distrito do Brooklyn, durou dois dias, felizmente, causou apenas duas mortes, embora tenha gerado prejuízos da ordem de 25 milhões de dólares, suficiente para construir três canais iguais ao Erie.


Incêndio no Brooklyn
Clique na imagem para amplia-la

Em 1853, foi autorizada a aquisição de 700 acres de terra na área central de Manhattan, pela Prefeitura de Nova Iorque, no local foi construído o Central Park, projetado e a executado por Frederick Law Olmsted e Calvert Vaux, e em dezembro de 1958, antes do seu término, a população já desfrutava de uma boa pista de patinação no lago do Central Park, e, em 1860, o parque registrava a vultosa marca de 2,5 milhões de visitantes.


Central Parque
Clique na imagem para amplia-la

A partir da construção da Ponte do Brooklyn, em 1883, a cidade passou a desenvolver-se intensamente, e em 1898, os Distritos do Bronx, Brooklyn, Queens e Staten Island a Manhattan foram agrupados na denominada Grande Nova Iorque. No início do séc. XX, Nova Iorque já ocupava posição de destaque na economia ocidental, suplantando a hegemonia de Londres.


Unificação dos Distritos


Nova Iorque em 1900
Clique na imagem para amplia-la


Quinta Avenida 1918
Clique na imagem para amplia-la

Em maio de 1931, entre a Fifth Avenue e a 34th Street, inaugurou-se o maior edifício da época, o Empire State Building, com 448 metros de altura, 148 metros maior que a Torre Eiffel, em Paris.


Trabalhador no Empire State
Clique na imagem para amplia-la

O crescimento desordenado da cidade proporcionou não apenas desenvolvimento, mas também inúmeros problemas (poluição, segurança, custo de vida, serviços públicos, etc). Nos anos 70, a cidade entrou num período de desaceleração do crescimento, registrando a saída de moradores para regiões periféricas. Nos anos 80, houve um significativo aumento da violência urbana, até que, em 1993, o prefeito Rudolph Giuliani adotou política de segurança "tolerância zero", conseguindo diminuir a criminalidade.


Rudolph Giuliani
Clique na imagem para amplia-la

No ano de 2001, em Nova Iorque, os Estados Unidos sofreram o pior atentado da sua história, quando dois aviões guiados por terroristas atingiram os prédios do World Trade Center, provocando a morte de milhares de pessoas e desencadeando o conflito no Oriente Médio.


World Trade Center
Clique na imagem para amplia-la

Nova Iorque é considerada uma das cidades mais cosmopolitas do mundo, com mais de 8 milhões de habitantes (censo de 2004), cerca de 35% da sua população é composta de imigrantes de outros países, é também considerada um dos maiores centros financeiros, comerciais e industriais do mundo, e principal centro de comunicação em massa dos Estados Unidos.


Fifth Avenue
Clique na imagem para amplia-la

Turismo

Diante da sua importância histórica e tradição cosmopolita, Nova Iorque é um dos principais destinos mundiais, e o primeiro nos Estados Unidos: parques, museus, restaurantes, prédios históricos, bairros descolados, enfim, a chamada "Big Apple" é uma cidade cheia de atrativos em qualquer época do ano.


The Big Apple
Clique na imagem para amplia-la

A cidade, tradicionalmente, prioriza o transporte público, para se ter uma idéia, a rede de metrô conta com 468 estações e mais de 360 Km de extensão. O ideal é dividi-la nos seus cinco distritos (Bronx, Brooklyn, Queens e Staten Island a Manhattan), conhecendo um distrito por vez, muito embora as principais atrações encontram-se localizadas na Ilha de Manhattan.


Mapa do Metro
Clique na imagem para amplia-la

Em Manhattan, sugere-se conhecê-la dividindo-a por área (Harlem, Upper West Side, Central Park, Upper East Side, Midtown West, Midtown East, Greenwich Village (dividido em Oeste, Leste e Lower East Side), e no ponto mais ao sul da ilha fica o Lower Manhattan (Battery Park City e Financial District).


Manhattan
Clique na imagem para amplia-la

No centro da Ilha de Manhattan situa-se o Central Park, o famoso parque que, constantemente, serve de locação para os filmes de Hollywood, abrange 6% da área de Manhattan, contando com 843 hectares. Pode ser visitado em qualquer época do ano, mas é no outono e inverno que se apresenta mais belo.


Lago do Central Parque
Clique na imagem para amplia-la

Ao sul do Central Park situa-se a região de Midtown (Oeste e Leste), onde se pode conhecer boa parte dos denominados cartões postais da cidade de Nova Iorque, nessa área localizam-se o prédio do Empire State Building, o Gran Central Terminal, o Madison Square Garden, a Radio City Music Hall, o Rockfeller Center, a Catedral de Saint Patrick’s, o Times Square Garden e o prédio das Nações Unidas.


Madison Square Park in New York City
Clique na imagem para amplia-la

Em direção ao sul, chega-se ao Arco do Washington Square Park, porta de entrada da lendária região de Greenwich Village, onde também se pode conhecer os parques Union Square Park e o Hudson River Park. Na região mais ao sul de Manhattan, pode-se ver a Estatua da Liberdade e a Ponte do Brooklyn, também é o local onde se situavam as torres gêmeas.


Madison Square Park in New York City
Clique na imagem para amplia-la

Atravessando para o Brooklyn, encontram-se o Coney Island (bairro pitoresco com parque de diversões) e o Aquário de Nova Iorque, saindo do Brooklyn em direção a Staten Island (um dos cinco distritos de NY), pode-se conhecer a histórica Richmond e o seu aconchegante porto, o Centro Cultural Harbor é um harmonioso conjunto de jardins, museus e teatros.

Para conhecer

American Museum of Natural History - Um dos mais importantes museus do mundo, com 140 anos de história, e mais de 2 milhões de obras, abrangendo desde o período neolítico até a pop art de Andy Warhol, e se vê esqueletos de dinossauros, exposições científicas, oficinas de arte, shows (inclusive de jazz), e atualmente, até um rinque de patinação ao ar livre, os preços são sugeridos, ou seja, você paga conforme sua disponibilidade econômica.
Informações:

Aberto diariamente das 10 às 17h45
US$15,00 adulto e US$8,50 crianças (2-12)
79th Avenue com Central Park West
http://www.amnh.org - F: (212) 769.5100

Broadway - Região que abriga mais de 40 teatros, cuja especialidade são musicais, como Hairspray (Neil Simon Theatre), The Phantom of the Opera (Majestic Theatre) e Monty Python's Spamalot (Shubert Theatre), dentre outros excelentes musicais, à noite é interessante caminhar pela Broadway e ver os bonitos letreiros que anunciam as peças em cartaz.


Clique na imagem para amplia-la

Informações: Quadrilátero formado entre a 7th Avenue, 8thAvenue, West 53st Street e West 41st Street.
http://www.bestofbroadway.com/theatre.php - F: (212) 398.8389

Brooklyn Bridge - Inaugurada em 1883, liga o Brooklyn a Manhattan, e é considerada um dos cartões-postais da cidade, principalmente, devido a sua sustentação por cabos de aço e o fato de ser a ponte mais antiga da cidade, pode-se cruzar a ponte a pé.


Clique na imagem para amplia-la

Informações:Linhas do metrô 4, 5, 6, J, M e Z para a estação Brooklyn Bridge/City Hall Station, linhas A, C, 1, 2 e 3 para a estação Chambers Street, e linhas R e W para a City Hall.
sugestão: http://www.brooklynbridgebootcamp.com/

Cathedral St. John the Divine - Projetada em 1888, destaca-se pela arquitetura em estilo românico/bizantino, e impressionan pelas suas dimensões (186 m de comprimento, em 2005 a catedral começou um grande trabalho de restauração que permanece até os dias de hoje (dez2008)


Clique na imagem para amplia-la

Informações: De segunda-feira à sábado - das 7 às 18hs, domingo - das 7 às 19hs
1047 Amsterdam Avenue
http://www.stjohndivine.org - F: (212) 316.7490

Central Park - É o parque mais conhecido de Nova Iorque, e o primeiro parque público paisagístico dos Estados Unidos, o local escolhido era, originalmente, ocupado por pântanos e terrenos irregulares, indesejáveis para o desenvolvimento privado, porém, ocupado por trabalhadores pobres, na maioria irlandeses e alemães.


Clique na imagem para amplia-la

O parque foi aberto, pela primeira vez, ao público no inverno de 1859, quando os novaiorquinos aproveitaram para patinar nos lagos construídos sobre os antigos pântanos.

O Central Park, além de oferecer um excelente local para caminhar e contemplar a natureza, possui zoológico (Central Park Zoo e Wildlife Center), o famoso restaurante Tavern on the Green e o monumento "O Obelisco", o mais antigo da América do Norte`, dentre outras boas atrações. Para aqueles que desejam conhecer bem o parque é importante dispor de tempo.
Informações:


Central Park 1960
Clique na imagem para amplia-la

Todos os dias - das 6 à 1h ( madrugada), contudo, a maioria dos anexos funcionam em horários diferentes (por exemplo o Park Drive).
Linhas de metrô - na East Side - linhas 4, 5 e 6, na West Side - linhas A, B, C ou D.
http://www.centralpark.com - Fone: (212) 408.0209

Cidade Histórica de Richmond - Fundada no entroncamento do caminho das fazendas existentes no State Island, em 1700, tornou-se o centro do governo, que durou até 1898, quando Staten Island se tornou um distrito de Nova Iorque. A visita a Cidade Histórica de Richmond permite conhecer um local com mais de 300 anos, que conserva boa parte dos seus prédios e os costumes da época. Estando na cidade Histórica de Richmond não se imagina que se está em Nova Iorque.


Central Park 1960
Clique na imagem para amplia-la

Informações: Confirmar o horário de admissão, que varia conforme a época do ano.
Ferry para Staten Island e pegar o ônibus S79 no terminal rodoviário
441 Avenue Charles Clarke - Staten Island
http://www.historicrichmondtown.org - F: (718) 351.1611

Coney Island - Chega-se a Coney Island indo na direção sul de Manhattan, após o Brooklyn, é considerado o berço do hot-dog, no tradicional Nathan's Famous existe o concurso anual de comer hot-dog, realizado no dia 4 de julho, ao meio dia (!!!) No bairro, encontra-se o New York Aquarium e o famoso parque de diversões de Coney Island.


Clique na imagem para amplia-la

Informações:
1000 Surf Avenue
htpp://www.coneyisland.com

Empire State Building - Construído entre 1930/31, originou-se de uma competição particular entre os donos das montadoras Chrysler e General Motors, para ver quem contruía o prédio mais alto do mundo, contando com 443,3 9 (incluindo o pára-raio), durante muito tempo foi o mais alto do mundo (o Burj Dubai, em construção, será o mais alto do mundo). De qualquer forma, o Empire State, como é conhecido, continua sendo um dos cartões-postais de Nova Iorque, que vale a pena ser visto.


Clique na imagem para amplia-la

Informações:Aberto diariamente das 8 às 2hs (madrugada), chega-se até o andar 86º, que possui local para observação, o andar 102º encontra-se fechado para reforma.
5ª Avenue entre a 33ª e 34ª Street
http://www.esbnyc.com - F: (212) 947.1360

Grand Central Terminal - Também conhecida como Grand Central Station, foi construída em 1913, no local onde já existia outra estação ferroviária, passou por uma grande reforma em 1996, sendo que a fachada do prédio e um grande relógio caracterizam a beleza arquitetônica da construção, também palco de diversas locações de Hollywood, diversas lojas interessantes estão instaladas no Grand Central, como a Banana Republic, a Kenneth Cole, o Michael Jordan' The Steak House e o Oyster Bar.


Clique na imagem para amplia-la

Informações:
Linhas do metrô 4, 5, 6, 7 ou S para o Grand Central Terminal
87E, 42ª Street
http://www.grandcentralterminal.com - F: (212) 340.2345

Greenwich Village - No plano urbanístico, de 1811, o Bairro do Greenwich Village foi autorizado o manter as disposições das ruas, assim, o visitante se depara com ruas estreitas, sinuosas, e aos invés de números, as ruas tem nomes.


Clique na imagem para amplia-la

Bairro de artistas e intelectuais, divide-se em East e West, o mais conhecido é o West Village onde foi realizado o famoso seriado Friends, porém, não adianta procurar o Central Perk (cafeteria onde a personagem de Jennifer Aniston trabalhava), pois o local não existe, foi uma invenção dos produtores da Warner.

Comece o passeio no Arco da Washington Square Park (final da 5ª Avenue), rodeado pela New York University e o Cafe Figaro, onde se encontra, possivelmente, a árvore mais antiga de Nova Iorque, um velho carvalho apelidado de "The Hanging Elm". Na Bleecker Street você encontra diversas casas noturnas e clubes de folk, outro ícone da rua é a Bleecker Bob's Records, onde se obtém raridades em CDs e também LPs, rumo a oeste, cruzando a 6ª Avenue chega-se ao coração do Village, onde se encontram restaurantes, lojas e residências típicas, .

Informações:
final da 5ª Avenue - Washington Square Park
http://www.nycgv.com / http://greenwichvillagepoets.blogspot.com

Metropolitan Museum - É considerado um dos maiores e mais importantes museus do mundo, contemplando mais de 5000 anos de história, aberto, em 1872, atualmente, o museu possui o maior acervo de arte egípcia fora do Cairo, além das artes grega, romana e medieval, visitar o Metropolitan demanda tempo e planejamento.


Clique na imagem para amplia-la

Informações: Horários diferenciados, de terça-feira a domingo
1000 5ª Avenue em 82º Street
http://www.metmuseum.org / Fone: (212) 535.7710

Museum of Modern Art (MOMA) - Criado em 1929, o MOMA é o museu mais completo do mundo dedicado à arte moderna, a sua coleção permanente inclui obras de Picasso, Van Gogh, Matisse, dentre outros pintores de renome, com mais de 150 mil obras, o museu também possui departamentos dedicados à arquitetura, design, cinema, video e fotografia, além de uma excelente biblioteca com mais de 300 mil títulos.


Clique na imagem para amplia-la

Informações:
Horários diferenciados, de quarta a segunda-feira
11 West 53 Street (entre 5ª e 6ª avenidas)
http://www.moma.org / Fone (212) 708.9400

New York Public Library - A entrada do prédio é ostentada por um famoso par de leões de mármore, desde 1911, quando a Biblioteca Pública de Nova Iorque abriu suas portas, à época já dispunha de mais de 1 milhão de exemplares, atualmente, conta com 86 sucursais nos bairros de NYC, e um acervo de mais de 7 milhões de obras, sendo que a grande maioria de suas obras está disponível, gratuitamente, para a comunidade.


Clique na imagem para amplia-la

Informações:
Horários diferenciados, de segunda a domingo
5ª Avenue na 42nd Street
http://www.nypl.org / F: (917) 275.6975

Organização das Nações Unidas - A ONU, formada por 192 países, tem sua sede às margens do East River, em Nova Iorque, e as suas instalações são abertas à visitação pública, inclusive, o famoso hall da Assembléia Geral da ONU.


Clique na imagem para amplia-la

Informações:
De segunda a sexta-feira das 9h30 às 16h45
Sábados e domingos das 10h às 16h30
1ª Avenue na 46ª Street
http://www.un.org / F:(212) 963.8687

Radio City Music Hall - Idealizada por John Rockefeller Jr., em
em parceria com a Radio Corporation of America, a Music Hall é um grandioso cinema/teatro, que abriu suas portas em dezembro de 1932, e já recebeu mais de 300 milhões de pessoas para assistir a filmes, peças de teatro e shows. No Natal, a Radio City Music Hall é um dos pontos mais tradicionais dos nova iorquinos, pelas apresentações e decoração que apresenta, além de situar-se próxima ao Rockefeller Center, principal destino do Natal norte-americano.


Clique na imagem para amplia-la

Informações: 6ª Avenue entre a 50ª e 51ª Street
http://www.radiocity.com / F: ( 212) 307.7171 (tickets)

Rockefeller Center - Todos os anos, o Rockefeller Center prepara a mais conhecida árvore de natal dos Estados Unidos, cortada nos países escandinavos, é transportada até Nova Iorque, onde é decorada e adornada com uma ponteira de cristais Swarovski. O local é composto por 19 prédios, onde se localizam restaurantes, lojas comerciais e a rede de televisão NBC, que faz o programa "Today Show", ao vivo, na área externa do Rockefeller Center. A pista de patinação, localizada no centro do complexo, fica bem movimentada na época do Natal.


Clique na imagem para amplia-la

Informações:
No quadrilátero formado pela 5ª e 7ª Avenue, e 47ª e 51ª Street
htpp://www.rockefeller.com / F: ( 212) 632.3975

Statue of Liberty - Símbolo da liberdade e da democracia americanas, a Estátua da Liberdade foi inaugurada, em 28.10.1886, em um ilha de 12 hectares, e é um exemplo bem sucedido da construção de grandes monumentos, a base foi edificada pelos Estados Unidos e a estátua foi construída pela França, em homenagem aos 100 anos da independência norte-americana.


Clique na imagem para amplia-la

Informações: Horário das 9 às 17hs (sujeito a alterações)
Liberty island - com acesso por ferry-boat (www.statuecruises.com)
http://www.nps.gov/stli/ / F: (212) 363.3200

St. Patrick's Cathedral - Inspirada na Catedral de Colônia (Alemanha), construída em estilo gótico, em 1879, é considerada uma das maiores e mais bonitas igrejas dos Estados Unidos, razão porque o agendamento de casamentos em suas dependências é bastante concorrido, as músicas e o famoso vitral tornam a sua atmosfera especial.


Clique na imagem para amplia-la

Informações:
Diariamente das 6h30 às 20h45
5ª Avenue entre a 50ª e 51ª Street
http://www.saintpatrickscathedral.org / F: (212) 753.2261

The Guggenheim Museum - Terminado em 1959, com o seu surpreendente corredor em espiral, o museu apresenta obras de Picasso, Van Gogh, Chagall, Miró, dentre outros expoentes da pintura,
apresenta também exposições de fotografia e de outras artes.


Clique na imagem para amplia-la

Informações: De sábado a quarta-feira - 10h às 17h45, sexta-feira das 10h às 19h45
5ª Avenue na 89ª Street
http://www.guggenheim.org / F: (212) 423.3618

Times Square - Região tradicional do comércio de Nova Iorque, famosa pelas luzes de seus letreiros e pela tradicional festa de fim de ano, no Times Square estão instaladas importantes empresas (MTV, Virgin Records, New York Times e Rede de Televisão ABC), de fato, é um dos locais mais visitados de Nova Iorque.


Clique na imagem para amplia-la

Informações:7ª Avenue entre a 42ª e 47ª Street
http://timessquare.com


Clique na imagem para amplia-la


Outras informações
Fuso horário - 5h / - 4h (horário de verão)
Consulado-geral do Brasil em Nova Iorque
1185, Avenue of the Americas, 21st floor
http://www.brazilny.org / F: (1917) 777.7777, Fax: (1212) 827.0225

Fontes:
http://www.native-languages.org/lenape_culture.htm
http://www.nationmaster.com/encyclopedia/Giovanni-da-Verrazano&prev
http://www.novayork.com
http://www.nps.gov/history/NR/travel/kingston/colonization.htm
http://pbskids.org/bigapplehistory/early/topic11.html
http://www.ny.com
http://www.nyc.gov
http://www.centralpark.com
http://officialsite.com
http://www.amnh.org
http://www.mre.gov.br
www.rootsweb.ancestry.com
http://www.usa.gov
http://www.britannica.com
Ilustrações da Collection of the New-York Historical Society.

 



Amsterdam | Bahamas | Berlin | Délhi, Mumbai, Chennai and Bangalore | Destinos Românticos | Dubai | Fortaleza | Florianópolis | Jerusalem | I Ilha da Madeira | Londres | Los Angeles | Madrid | Mekong | Montreal | Moscou | Munique | New York | Nordeste | Paris | Rio de Janeiro | Salvador | São Petersburgo | Viena | Martinica