Kandinsky

"A obra reflete-se na superfície da consciência. Ela encontra-se 'para lá de' e, quando a excitação cessa, desaparece da superfície sem deixar rastro. Existe aí também como que um vidro transparente, mas duro e rígido que impede todo o contato direto e íntimo. Ainda aí temos possibilidade de penetrar na obra, de nos tornarmos ativos e de viver a sua pulsação através de todos os nossos sentidos. Para além do seu valor científico, que depende de um exame dos elementos particulares da arte, a análise dos seus elementos constitui uma ponte em direção à vida interior da obra."
W. Kandinsky, Ponto e Linha sobre Plano, 1926

Arnold Schönberg - Klavierstück 5, op. 23


"Sunday (Old Russian)". 1904
Wassily Kandinsky (1866-1944
Clique na imagem para amplia-la

Wassily Kandinsky nasceu a 4 de Dezembro de 1866, em Moscou, foi um artista russo, professor da Bauhaus e introdutor da abstração no campo das artes visuais. Apesar da origem russa, adquiriu a nacionalidade francesa.

Oriundo de uma família de classe média, com 8 anos de idade, começou a ter as primeiras aulas de desenho e música, aprendeu a tocar piano e violoncelo, e apesar de não ser um grande talento para a música afirmava que este contato lhe permitiu mais tarde desenvolver sua obra como pintor, pois lhe deu noções fundamentais de harmonia e evolução. Aos 20 anos de idade (1886), ingressou na Universidade de Moscou, no curso de Direito e Economia, conseguindo um cargo de assistente jurídico depois de formado na Universidade de Moscou.


"Colorful Life". 1907
Clique na imagem para amplia-la

Aos 30 anos deixou Moscou, mudou-se para Munique, que na época era considerada uma cidade artística, aberta ao mundo. Nesse momento a arte deixa de ser para ele apenas um meio de escapar às tensões. Ingressou na escola de pintura do iugoslavo Anton Azbé, e mesmo sentido-se desestimulado com o tipo de ensino, submeteu-se a rigorosa disciplina de desenho de modelo vivo. É nessa época que conheceu Paul Klee, que mais tarde viria a ser um grande amigo. Insatisfeito com o seu aprendizado, inscreveu-se no curso do Prof. Von Stuck, mas foi rejeitado , retornou um ano depois , quando finalmente foi aceito . Permaneceu no ateliê de Stuck até 1900 e em 1901, fundou a "Phalanx" (Falange) uma associação de artistas – expositores, que foi inaugurada com a exposição de obras suas e de seus colegas do ateliê de Stuck dentre eles Stern, Hüsgen , Hecker e Klee.


Gabriele Munter 1905
Clique na imagem para amplia-la

A "Phalanx" fechou por falta de alunos no ano de 1904, porém permaneceram em atividade através de projetos e intenções, até que em janeiro de 1909 nasceu a “Nova Associação dos Artistas de Munique“ (NKVM), nessa época ele criou uma enorme polêmica ao começar a pintar sobre vidro, inspirado na tradição da Bavária.


"Couple Riding" 1906
Oil on canvas
Munich, Stadtische Galerie in Lenbach, Germany
Clique na imagem para amplia-la

A cidade de Munique tornou-se o centro da arte vanguardista daquela época e, quando Kandinsky pinta a “Composição II” (quadro praticamente perdido durante a 2ª Guerra Mundial, e que foi considerado o mais importante de sua obra), a reação dos críticos a essa obra foi fervorosa, tratava-se de uma obra de um louco ou de um viciado em morfina ou haxixe.


Sketch for Composition II 1909 - 1910,
Wassily Kandinsky (1866-1944/ Russian)
Clique na imagem para amplia-la

Em 1910, ele resolve unir teoria e prática, concluindo o livro “Do Espiritual na Arte“ e pintando sua primeira obra não figurativa, uma aquarela abstrata. Embora tenha encontrado dificuldades na publicação, o livro foi visto com entusiasmo no meio artístico e foi representativo para os jovens artistas que buscavam uma nova fonte.

Com a dissolução da “NKVM” uma nova manifestação artística surgia, sob forma de uma publicação com o título “Der Blaue Reiter“ (O Cavaleiro Azul). Trabalhando com Gabriele Münter e Franz Marc, Kandinsky e seus companheiros viam a publicação não só como uma manifestação de uma nova pintura na Alemanha, mas como um apelo a uma renovação em todos os domínios da arte e da cultura.


"Untitled (First Abstract Watercolor)". 1910
Wassily Kandinsky (1866-1944/ Russian)
Clique na imagem para amplia-la

Em outubro de 1912 Kandinsky conseguiu organizar sua primeira grande exposição individual. As exposições e o almanaque com o mesmo título representam um ponto de partida para a arte do século XX, que o conduziram a pintura abstrata. Após a ruptura com a era materialista, nascia para ele um novo mundo cuja forma de expressão adequada seria a pintura abstrata. Um marco decisivo deste caminho é o “Quadro com Borda Branca”, pintado em 1913, no apogeu de sua carreira, antes do Início da 1ª Guerra Mundial. Foi sua principal obra no “Primeiro Salão de Outono Alemão“, organizado em Berlim no mesmo ano.


All Saints l". 1911
Clique na imagem para amplia-la

Durante os anos de 1918 a 1921 de volta a Russia, fez parte da Comissão Estatal de aquisições do “Museu da Cultura Pictórica” em Moscou, organizou 22 museus em várias cidades russas, e era encarregado de selecionar e distribuir as obras. Foi extremamente influente como responsável de um ateliê que fazia parte do “SVOMAS” de Moscou (Atelies Artísticos Estatais Independentes). Foi responsável pela organização e gestão do Instituto de Cultura Artística (INCHUK) de Moscou, no qual o programa de ensino previsto baseava-se em suas idéias anteriores que engrandeceram a correlação entre a pintura e a música e a análise das formas e cores elementares.


"Composition VII". 1913
Clique na imagem para amplia-la

Em 1921, Walter Gropius convidou-o para lecionar na Bauhaus, em Weimar. Esta escola tinha como objetivo unir as artes plásticas com as artes aplicadas. Kandinsky assumiu então a cadeira de “Pintura Mural”, onde retomou os programas e os métodos de ensino que tinha experimentado no “Instituto de Cultura Artística” e que deveriam representar o essencial de seu ensino de arte. Seu trabalho no ateliê de pintura mural preocupava–se cada vez mais com materiais próprios da pintura e os diferentes meios de ligações. Paralelamente aos cursos, dedicou-se a uma atividade febril em matéria de aulas e exposições. Apresentou inúmeras conferências e publicou ensaios sobre questões fundamentais relativas à pintura.


"Rider. St. George". 1915 - 1916
Wassily Kandinsky (1866-1944/ Russian)
Clique na imagem para amplia-la

Em 1922 os bolchevistas retiraram dos museus a sua obra deixando-a de ser apresentada na então União Soviética. Nesse mesmo ano arrisca-se em um novo confronto com seus colegas russos, e participa da “Primeira Exposição da Arte Russa”, organizada pela galeria Van Diemen, em Berlim.


Draft for Mural In The Unjuried Art Show, Wall B". 1922
Wassily Kandinsky (1866-1944/ Russian)
Clique na imagem para amplia-la

A richa com os colegas russos e a realização dos murais proporcionou-lhe, em 1923 sua primeira exposição individual em Nova Iorque na “Sociedade Anônima”. A primeira fase da Bauhaus foi, contudo obrigada a terminar em 1924, face aos ataques dos partidos de direita a Weimar, com essa dissolução, Kandinsky funda com Klee, Feininger e Jawlensky o “Die Blaue Vier” (Os quatro azuis).


"Yellow-Red-Blue". 1925
Wassily Kandinsky (1866-1944/ Russian)
Clique na imagem para amplia-la

Em 1925 a Bauhaus muda-se para Dessau, iniciando uma 2ª fase, que já começou com condições bem mais favoráveis, com meios financeiros para a construção de um edifício escolar e habitações para os mestres. As famílias de Kandinsky e Klee viviam lado a lado. Os dois pintores solicitaram a Gropius que introduzisse aulas de pintura livre, onde poderiam continuar suas investigações sobre a pintura. Kandinsky e Klee, estavam ligados por uma sólida amizade e cada um respeitava os princípios artísticos do outro, apreciavam–se tanto na qualidade de pessoas como de pintores, criando, contudo mundos completamente distintos.


"Several Circles". 1926
Wassily Kandinsky (1866-1944/ Russian)
Clique na imagem para amplia-la

Em 1926 em Munique, é publicado o segundo trabalho teórico importante de Kandinsky, “Ponto e linha em relação à superfície”, e o primeiro número da revista Bauhaus é dedicado a Kandinsky por ocasião de seu 60º aniversário. Mas, com a demissão de Gropius, a Bauhaus passou a ser dirigida por Hannes Meyer, de 1928 a 1931, e conheceu uma fase de intensa politização dos estudantes. O comprometimento social de Meyer, que tinha aversão ao esteticismo dividiu os estudantes. Kandinsky e Klee viam–se expostos a ataques violentos. Meyer acabou por ser demitido e seu lugar ocupado por Ludwig Mies Van der Roher, que transformou a Bauhaus numa pura escola de arquitetura, deixando de lado os objetivos fixados por Gropius, Klee e Kandinsky.


"Storeys". Oil on cardboard -
New York, The Solomon R. Guggenheim Museum
Clique na imagem para amplia-la

Klee então aceitou ir ensinar na Academia de Belas Artes de Dusseldorf, enquanto Kandinsky foi-se retirando aos poucos da atividade de docente. A Bauhaus foi transferida em 1932 para Berlim, e por uma forte campanha de difamação feita pelos nazistas, ela se fecha após encontrarem material comunista em suas instalações.


""Brownish". 1931 year
Oil on cardboard
- San Francisco, USA. San Francisco Museum of Modern Art

Os anos de guerra não pouparam Kandinsky, que estava morando em Paris e sofreu terríveis privações. Apesar das dificuldades não perdeu seu entusiasmo pelo trabalho e continuou escrevendo diversos artigos em defesa da arte abstrata, contudo sua obra dessa época não denota sinais de guerra ou da ocupação nazista. No ano de 1940 ele terminou sua última grande obra, “À Volta do Círculo”. Até o fim, Kandinsky continuou a pintar pequenos cartões, apesar de incapacitado por uma arteriosclerose, vindo a falecer no dia 13 de dezembro de 1944, em Neuilly-sur-Seine aos 78 anos de idade.


"Around The Circle". 1940
Clique na imagem para amplia-la

A criação de Kandinsky de trabalhos abstratos seguiu um longo período de intenso desenvolvimento e amadurecimento de pensamentos teóricos baseado nas suas experiências pessoais artísticas. Chamou a esta devoção como beleza interior, fervor de espírito e uma necessidade funda de desejo espiritual, que foi o aspecto principal da sua arte.


"Tempered Elan". 1944
Oil on cardboard

Clique na imagem para amplia-la

 

Fontes:..Duplipensar.net, Macvirtual.USP,www.wassilykandinsky.net

Home
Links

Artes Plásticas: A Arte do Brasil Holândes | A Arte do Egito Antigo | Arte Pré-Colombiana | Arte Tibetana | Beatriz Milhazes | Capela Sistina | Caravaggio, Pintor da luz e das trevas da alma | Damien Hirst | Francisco Goya | Frida: A Dor da Vida, A Dor Da Arte | Henri Rosseau | Impression : Soleit Levant | Kandinsky | La persistencia de la memoria | Las Meninas | Luz e Espaço | Manet | Meus Quadros - Leandro Reis | O quadro mais famoso do mundo | O Retrato do Doutor Gachet | Os pastores de Arcadia | Pablo Picasso | Pintura Barroca | Pintura Metafísica | Pinturas de Estradas | Rembrandt | Vieira da Silva | Virgem dos Rochedos, A | William Blake | Henri de Toulouse-Lautrec

Cinema: 1944, O Ano Noir |  A Falta que Nos Move | A Verdade Interna Revelada? | Alain Resnais | Alice no País das Maravilhas | Antonioni | As maiores canções do cinema - 0s 25 melhores filmes de todos os tempos | Bergman | Billy Wilder | Blow Up | Cahiers du Cinema | Cinzas da Guerra | Chinatown | Coincidências do Amor ( The Switch ) | Conversas com Scorsese | Ed Wood, Gênio? | Fellini | Garbo | Grandes atrizes francesas | Grande Musicais | Hachiko | Kiss Me Kate | Kundun | L’Enfer de Clouzo | Liz Taylor: Mito | Max Ophuls | Munich | Neo-Realismo Italiano | No Direction Home - Bob Dylan | O amor de Leon Cakoff | Os magos | Pier Paolo Pasolini | Rediscovering | Shane | Steven Spielberg | Sunset Boulevard | The Gang's All Here | Um estranho no ninho | Untold history of the United States | Awake .

Literatura: Arthur Clarke | Clássicos da Literatura | Dom Quixote | Jose Saramago | Joseph Conrad | Grande Gatsby, O | Grandes Poetas por Will Durant | Literatura Inglesa | Mario, Íntimo e pessoal | Vermelho e o Negros, O | Viagem do Elefante, A | Yeats e Joyce resgatam a identidade da Irlanda | Sobre preciosidades evolutivas | Carlyle e a Revolução

Outras: A Flauta Mágica | Antunes Filho | A Cabra ou Quem é SylviaAs pecas de Oscar Wilde | Bejart | Catedral de Chartres | Contemporaneidade | Daquele Instante em Diante |  Debussy, Schoenberg e Stravinsky | Grandes Arquitetos |  Hair | I´m Not There | Lacroix na ArteMistérios e paradoxos de Chopin, para Freire |  Niemeyer, construindo identidades | Nona Sinfonia | Queremos Miles |  Teatro | The Doors Are Open | Ray Charles Live in France 1961 (2011) | Sonho de uma Noite de Verão | Living in The Material World: George Harrison | Edgard Scandurra Estraçalhante | H.Hancock, Lenda Viva do Jazz | Kung Fu | Pina: Visceras de amor | Lou Reed | Música Sacra | Baden Powell Quartet | Todo Aquele Jazz | Osama Kitajima | Eric Clapton 70 | Jimmy Burns, ícone do blues de Chicago | O Lago dos Cisnes | Don Giovanni | Songs 50´s | Joe Harriott | Kindred Spirits Live | Top 10 Composers