Bowie após deixar os EUA passa um curto período em Londres, antes de seguir desta vez para Berlim. Morando em um apartamento modesto na area de Schoneberg, bairro turco da cidade, em cima de uma oficina mecânica, volta a viver uma vida mais simples. É aqui que Bowie deixa seus tempos de cocaína para trás, passa a esquiar, estudar arte e pintar. Se envolve com música eletrônica alemã a ponto de influenciar por completo seus próximos álbuns, gravados com a ajuda de Brian Eno. São eles primeiramente “Low” e posteriormente "Heroes". Ambos, em retrospectiva, são considerados por críticos, altamente influentes para a geração pós punk e o movimento dark da década de 80.

Sobre suas influências, Bowie define assim a cidade, "Berlim é uma cidade curiosa que contribui para que você escreva somente sobre o que é importante. O resultado é Low." As gravações desses discos foram marcadas pela velocidade e simplicidade em que foram feitos. Todas as bases de "Heroes" por exemplo, foram concluídas em pouco mais do que dois dias. Tudo de primeira. Carlos Alomar também merece menção honrosa pela capacidade de bolar as melodias engenhosas com a mesma velocidade com que Bowie definia suas idéias para a banda.


Low - David Bowie