É no Beckenham Arts Lab, grupo teatral de multi-midia fundado por ele, que conhece Maria Angela Barnett em Abril de 1969. Angie, como passou a ser chamada, teve um papel importante nesta fase de sua carreira. O resultado foi um contrato para o disco, lançado em Novembro, chamado apenas “David Bowie”, que no mercado americano saiu com o nome “Man of Words, Man of Music”. O álbum passeia pelas influências artísticas que aconteciam em Londres nesta época. O disco abre com “Space Oddity”, compacto lançado meses antes. Uma interessante canção sobre o homem no espaço, tema muito em voga com Neil Armstrong prestes a andar na Lua. "A Letter To Hermoine" e "An Occasional Dream" são inspiradas em Hermoine, um relacionamento já extinto mas que voltaria a servir de musa em trabalhos futuros como em "She Shook Me Cold". Mais tarde seu álbum seria novamente rebatizado de “David Bowie - Space Oddity” pela RCA, em 1972. O compacto com a canção homônima, "carro-chefe" do disco, faz bastante sucesso no Reino Unido lançando nacionalmente o nome David Bowie.


Man of Words/Man of Music 1969