"Apocalypse", contou com a produção de George Martin ( produtor dos Beatles) e foi marcado pela entrada na Mahavishnu Orchestra do violinista Jean-Luc Ponty, dos belos vocais da tecladista Gayle Moran e a presença da London Symphony Orchestra. Esse trabalho quebra a fronteira entre o Progressive Rock e o Jazz-Rock (ou Fusion). Um grande disco e uma obra-prima de uma grande banda.

"Visions of the Emerald Beyond" tinha forte influência do funk setentista, com Narada Michael Walden (matador na batera) e um Ponty com mais pegada no violino do que em "Apocalypse".