A esta altura, o instrumentista já impunha sua pegada particular que aliava uma energia de violonista flamenco, técnica densa de chorão e ritmo de quem freqüentou muita roda de samba.

Em 1966 o seu album "Tristeza on Guitar" foi sucesso internacional. Em 1967 no concerto "Berliner Jazztage" foi entusiasticamente aplaudido, passando a ser idolatrado na Alemanha. Em 1970, com o seu "Baden Powell Quartet" iniciou sua primeira turnê pela Europa e Japão, que foi um grande sucesso. Muitos albuns editados mostram um músico experimental e improvisador, que soube unir as modulações barrocas à síntese do samba e do jazz. Neste período gravou álbuns de alta qualidade, fazendo a fusão entre a cultura afro-brasileira e a européia.