Sem a mão firme de Russ Freeman, Baker afundou. Vários pianistas substitutos, inclusive o ex-acompanhante de Charlie Parker, Al Haig, vieram e partiram antes que Baker tentasse formar seu próprio quarteto sem piano. No papel de Gerry Mullian ele escalou o italiano Phil Urso, um sax tenor de Jersey City, Nova Jersey, que havia trabalhado nas grandes orquestras de Jimmy Dorsey e Woody Herman e, por pouco tempo, com Miles Davis. Com 29 anos, Urso tinha um encanto sonso que combinava com sua cara de bebê; com os cabelos cor de carvão gomalinados para trás, parecia um jovem barbeiro italiano. Mas tocava com o lirismo leve do seu ídolo, Lester Young, e quando seu álbum de estréia, "The Philosophy of Urso", ganhou cinco estrelas na Down Beat, o futuro de Urso parecia assegurado. Infelizmente, Carsos Smith, que tocou com o quarteto sem piano pouco antes de deixar Baker, lembrou que foi um desastre: "Soava como uma jam session. Era terrível".


April 30, 1954. Phil Urso, tenor sax; Bob Brookmeyer, valve trombone; Horace Silver, piano; Percy Heath, bass; Kenny Clarke, drums.