Clipes Sunrise

Espantosa playlist de clipes produzidos artesanalmente, existe um estilo, cortes bruscos, imagens marcantes, ícones, natureza, alegria, esplendor, sofrimento, indagações, esperança, é arte sacra, profana, pop, rock e jazz de alta qualidade, músicas reconhecidas pela crítica e público, em obras de futuro promissor no crescimento da valorização “do autoral”, emocionante e raro conjunto de recortes do Youtube e imagens próprias, geralmente da sociedade, família e viagens.

Hoje, em 2020, plataformas de vídeos curtos e muito curtos, são amplamente difundidas pelo mundo, estes não possuem conexão com sons da antiga arte dos álbuns, a era dourada de um grupo de composições que formava um conjunto com a imagem de capa e a mídia. O cinema sobrevive graças a Marvel e outras superproduções, geralmente de ação, sem uma visão mais realística da vida baseada no dia a dia dos seres humanos sem poderes extraordinários.

Em meio a expansão dos vídeos pequenos e a lamentável perda de espaço da sétima arte, de obras musicais consagradas nascem “clipes” emocionantes, contemplativos e sobretudo, inusitados no contexto artístico, seu conjunto apresenta-se como tarefa vindoura para críticos especializados esmiuçarem a biblioteca histórica, metafísica e pessoal inseridas dentro da estética e da linguagem próprias desta arte.

 

 

Love I Need - Jimmy Cliff

In January 1967, the thousands of youth already in San Francisco descended on Golden Gate Park for a Human Be-In. The media flocked to the event, putting hippies in the national spotlight for the first time. And once the press offered a window into the world of Haight Ashbury, even more young people flooded in. "The city of San Francisco has been warned of a hippie invasion come summer in numbers almost too staggering to comprehend," declared one TV news reporter.

 

 

 

 

 

Forever Young - Bob Dylan / (COVID-19)

O clipe tem sua trajetória própria, o autor entrega a obra, pronto. Siga seu caminho, maior que o meu. Podem divertir, coincidir visões, conhecimentos e autoconhecimentos, enxergar similaridades, emocionarem-se, sentirem partes de um todo, esmiuçarem cada peça que forma aquela mensagem da juventude da alma, a música clássica do Dylan, aquela família, representando tantas outras, e a triste situação atual.

A maior crise desde a segunda guerra mundial. Em meio a pandemia encontramos eternidade. No limiar da civilização, no isolamento, assistindo a história. Mistérios, ou não, permeiam a estrutura da película. De dentro de uma cabana em 1956, na década dourada, cena de The Searchers do lendário do John Ford, close de uma mulher que caminha lentamente, observando apreensiva a movimentação de homens no entorno do místico Monument Valley, o que está acontecendo?

Estão partindo?

Seriam os tempos de “normalidade”, deixando-nos?

Grupos isolados, três forasteiros, três navajos, atravessam o deserto. Estão sós! Epístola de João (I Jo 5,7):

"Três são os que dão testemunho"

Enquanto Mosca e Mathias utilizam seus smartphones, lendo as incríveis notícias atuais ou conversando com alguém, Nardo toca trompete, Ninha gira e Gene Kelly abre o guarda-chuva, feliz, sob a água caindo. Kwai Chang Caine, o sábio peregrino, enxerga...

Uma casa, e suas adjacências, e na frente três árvores, de repente, Marilny Monroe, com as cores rosa predominando, parece dizer “Tudo está indo bem, mexa-se, divirta-se, mas...” Pare! “Não foi nada, continuem dançando”..até que “Pare!!” Acabou!

Um grupo de crianças canta alegremente ao ar livre na California com Carl Simon entusiasmada, John Lennon anda tranquilo no Hyde Park cumprimenta um amigo com a mão esquerda e sorri. Elvis sorridente canta, e vira com seu olhar mágico para Vinicius de Moraes, brincalhão, que passa as mãos em um bigode invisível e aponta para Daniels Jack, conversando descontraído com o público. “OK. Vamos lá!”

As 3 Velas! Era, hoje e será. (O cientista Marko Rodin descobriu que, no modelo chamado Vortex Math, há um padrão que se repete: 1, 2, 4, 8, 7, 5, 1, 2, 4, 8, 7, 5, 1, 2, 4, e assim até o infinito. Nele, os números 3, 6 e 9 não existem, segundo Rodin, isso ocorre porque esses números representam um vetor da terceira à quarta dimensão, chamado “campo de fluxo”. A chave secreta para a energia livre que Tesla pesquisou até os últimos dias de vida) Aqui a Terra orbita, transportada.

Aquela vez em Londres, como em anos anteriores, a vidinha seguia o seu fluxo, até que um daqueles ônibus icônicos dobrou a esquina. Dona Bolinha toca uma música sobre a juventude eterna! Sá elétrica como só ela, filma aqui, filma ali, acontece tanta coisa em tanto lugar…

Eis que das águas com ajuda de uma mão, a de Nardo, surge uma mulher feliz. Sílvia. O padrinho, lendo jornal, diz para câmera…”esses são esquerdistas” rs “brincadeira”. Sá pula e rodopia com a sua mãe. Dentinho, escondido, dá um “positivo” para um alegre casal, Mosca e Gra, aplaudidos pelo patriarca.

É o futuro! O começo nos olhares de Nani e Flor.

O fim de tarde é esplendoroso, a cruz está na igreja.

Esperança da Humanidade. Na sala a noite, estudam. O que significa? …. Enquanto isto, as luzes vermelhas da cidade são abafadas pela Lua cheia, iluminada, resplandecendo naquele lar, redonda, dá voltas pelo céu...círculos, círculos, circulando Circulando no ar… Moléculas, átomos, círculos, Círculos, círculos.. Um vírus invadindo o ser humano, o COVID-19 propaga-se rapidamente. Pandemia! Mudanças! É uma catástrofe planetárial! Cuide-se! Equipes do mundo todo, usando todo tipo de tecnologia possível, estão trabalhando duro.

As cidades estão vazias. Medidas são tomadas em todo lugar. Máscaras tornam-se comuns. Daniels Jack parte, pode não saber onde está indo, mas está no seu caminho. Kwai Chang Caine, com a juventude da alma, vai em direção ao Oceano…o que há depois do horizonte?... Aqui existem encruzilhadas. Alguns partem para um lado, outros para outro. A carruagem com “aqueles” segue o seu destino.

 

 

 

 

 

Hurry Up And Love Me - Antonio Carlos Jobim

Deslumbrante viagem pela cidade maravilhosa e cenas do maestro em seus grandes momentos. Chovia muito quando nasceu um dos maiores artistas brasileiros de todos os tempos. Ainda não eram as águas de março que fecham o verão, mas as de janeiro que o repartem ao meio. Janeiro, 25, 1927, onze e quinze da noite de uma terça-feira, nasce Tom Jobim. Muita água caindo do céu, nenhuma saindo das bicas da rua Conde de Bonfim, no bairro carioca da Tijuca. O conserto de um cano viera perturbar o nascimento do primeiro filho de Jorge Jobim e Nilza Brasileiro de Almeida, na casa de nº 634.

 

 

 

 

 

Quiet Nigths Of Quiet Stars/Corcovado - Girl From Ipanema. Tom Jobim/Frank Sinatra

At the end of 1966, Jobim's usual chat with his friends at the Veloso Bar in Ipanema was interrupted by the waiter. He was "a gringo" on the phone, he warned. Speaking of the United States, Sinatra went straight to the point: he wanted to record an album with Jobim and find out if he approved of the idea.

"Perfectly, it's an order," replied the composer, who left for Miami, weeks later. "At that time, recording with Frank Sinatra, the voice of the century, was a consecration. Even more because it was the first album he would make with a single composer", recalls journalist and writer Sérgio Cabral, author of the biography "Antonio Carlos Jobim "(Lumiar, 1997), which narrates this episode in great detail. Elected best of the year by american critics, Sinatra and Jobim's album reached the second place among the best sellers in the USA, second only to "Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band", by the Beatles.

But the composer didn't even have to wait for the album's repercussion to confer his prestige in that country. "This" victory "of the recording with Sinatra was treated here as if the United States had bowed to Brazil.

Except that Tom thought that was silly", confirms Sérgio Cabral. "I saw people in the bars several times asking," Tom, what about Sinatra? "He always said," A nice guy". "These questions bothered him," he adds.

É uma canção da Bossa Nova escrita por Antônio Carlos Jobim, em 1960. Uma lírica em inglês foi mais tarde escrita por Gene Lees. O título em português refere-se ao morro do Corcovado, na cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Andy Williams gravou a canção com a letra em inglês, alcançando a 92ª posição na Billboard Hot 100 e a 18ª colocação no Hot Adult Contemporary Tracks em 1965.

 

;

 

 

 

 

Wave - João Gilberto

In the March 2007 issue of Jazz Times Magazine, Toots Thielemans recalls that Lee Konitz seems to have once stated: “Toots, we have been playing "Wave" for forty years. There are two Blues choruses dropping a Bebop ”. The "bebop" to which Konitz refers would consist of part B of the song, characterized by two cadences II-V-I.

Who knows, that is why North Americans welcomed the works of the Rio de Janeiro composer - who, by the way, spent the most productive years of his musical career in the USA. In "Wave" song, it is observed, the blues loaded melody of the phrase “it is impossible to be happy alone”: This phrase is based on the D minor blues scale (which easily gains a 6th grade).

But, in addition to the “blues intention” - which, in fact, goes beyond the use of blues scales and “blue notes” - in Wave music, there was also a process of re-reading the blues harmony in its typical 12 measure structure. In his musical production, Tom Jobim explored all available resources of the extended tonality, creating harmoniously very rich compositions.

This music is a case in which we have a major / minor alternation. Before the first verse, the song starts with a Vamp in D minor, composed by the Dm7-G7 chords, which correspond to the Im7-IV7 degrees. It is a cliché that belongs to the area of ​​minor tonic (for those who want to deepen I advise the wonderful Online Course on Harmony Applied to Popular Music)

The term "Vamp" indicates a rhythmic pattern, usually composed of one or two chords that are repeated for the purpose of establishing a groove, of “getting into the rhythm”. Bossa Nova - João Gilberto - Wave - Rio De Janeiro.

 

 

 

 

 

Vou Deixar . Skank

"Vou deixar a vida me levar" E levou para tempestades, alguns sobreviveram, com cicatrizes, outros perderam-na. Desenfreados fugíamos, imprudentes, entre alegria e dor extrema. Este já clássico do Skank possui uma letra inspirada que retrata fidedignamente o pensamento corrente naqueles anos rebeldes.

 

 

 

 

 

Sweet Home Alabama - Lynyrd Skynyrd

"Lynyrd Skynyrd é uma banda americana de rock formada em 1964, na cidade de Jacksonville, Flórida. Tornou-se conhecida no sul dos Estados Unidos no começo dos anos setenta e em 1977 quando estava em uma grande turnê, um acidente de avião matou os principais integrantes.

..."Big wheels keep on turning Carry me home to see my kin Singing songs about the Southland I miss Alabama once again And I think it's a sin, yes Well, I heard mister Young sing about her Well, I heard old Neil put her down Well, I hope Neil Young will remember A southern man don't need him aroundo..."

 

 

 

 

 

Give Me Love (Give Me Peace on Earth) G.Harrison

Lançada como faixa de abertura de seu álbum de 1973 "Living in the Material World", também foi o primeiro single do disco, e em maio daquele ano tornou-se o segundo primeiro lugar de Harrison nos Estados Unidos, depois de "My Sweet Lord". Ao fazer isso, a música empurrou "My Love" de Paul McCartney e Wings do topo da Billboard Hot 100, marcando a única ocasião em que dois ex-Beatles ocuparam as duas primeiras posições nas paradas nos Estados Unidos. O single também alcançou o Top Ten na Grã-Bretanha, Canadá, Austrália e outros países ao redor do mundo.

 

 

 

 

 

Alagados - Paralamas do Sucesso

The band was responsible for the first concrete realization of a Brazilian pop album in which Anglo-American rock references were merged with local and Latin sounds - especially Jamaican ones. There the Paralamas laid the first bricks of what would be better understood and successful only in the following decade. In this search, they still found a way to be more popular, to make national rock go beyond the middle class and, at the same time, to make it export music. Tours in Latin America and the United States made Paralamas the first internationally recognized Brazilian band. And they ended up at the very traditional Montreux Festival.

 

 

 

 

 

Praia das Gaivotas - "Lara's Theme", Doctor Zhivago (1965) by composer Maurice Jarre

Em meio a pandemia, durante sua tradicional caminhada matutina, a Senhora R. glorifica o oceano, as gaivotas e a vida! "Obrigada Senhor por eu poder contemplar toda sua grandeza!" Alegria divina, uma grande sensação de fazer parte de uma Obra Maior. Força e fé que salvaram muitos.

 

 

 

 

 

Agharta . Miles Davis

Um icônico clássico cult com trilha de Miles Davis imerso na revolução cultural dos anos 60. Agharta, composto explosivo fabricado no Japão, traz o genial trompetista norte-americano em um momento solene de fúria jazzística. É o ápice, a consumação estética da chamada "fase elétrica" de Miles Davis.

Está entre os três álbuns mais psicodélicos de todos os tempos, e entre os 10 maiores álbuns de jazz da história. Sam Hurley, Bart Moore e Dummy escapam da prisão e fazem vários reféns, entre eles uma esposa infiel, uma cantora de nightclub, um jornalista e um rato do deserto metido a filósofo.

Os bandidos levam todos para uma cidade fantasma, sem saber que ela faz parte de um teste nuclear e será explodida na manhã seguinte. Quando percebem a situação, eles procuram fugir—mas descobrem que estão indo de encontro à bomba. Clássico Cult, essa produção noir é repleta de mensagens subliminares.

 

 

 

 

The Guitar Man - Bread

"O Homem Do Violão é quem atrai a multidão e toca tão alto, baby, é o homem do violão. Quem vai roubar o show, você sabe baby, é o homem do violão, Ele pode te fazer rir, ele pode te fazer chorar. Ele te deixará deprimida, então ele te deixará animada. Algo o mantém seguindo, milhas e milhas por dia Para encontrar um outro lugar para tocar...."

 

 

 

 

 

In My Dreams - James Morrison

"In My Dreams Since you've gone. Nothing seems to fit no more Nothing's as it was before. Everyday Is a battle that I just can't win I know I won't see you again. But I keep waiting for the night I close my eyes and hope you'll find me sleeping."

 

 

 

 

The Logical Song - Supertramp

"Há momentos quando todo o mundo dorme Em que os questionamentos são tão grandes Para um homem tão simples Você não vai, por favor, por favor, me dizer o que aprendemos? Eu sei que parece absurdo Mas por favor diga-me quem eu sou".

“Breakfast In America (1979) é um dos álbuns mais icônicos e marcantes da época. O álbum foi “praticamente” o responsável pelo grande estouro do grupo na mídia mundial. Prova disso, foi que o disco ganhou dois Grammy em 1980 e possui a certificação de platina quádrupla pela RIAA. O álbum se tornou o mais vendido do Supertramp, com mais de 20 milhões de cópias no mundo todo, destas, seis milhões apenas nos EUA, ficando em primeiro lugar da Billboard por seis semanas em 1979.

Certamente, os fãs mais puristas dirão que não se pode destacar a obra do Supertramp apenas através de um álbum. Mas é fato que o conjunto da obra de "Breakfast In America", incluindo sua icônica capa (com uma garçonete fazendo a pose da Estátua da Liberdade com Manhattan ao fundo) está em um patamar superior. Um estágio incrível e raro de maturidade musical.

 

 

 

 

Super Session . Mike Bloomfield, Al Kooper, Steve Stills . Season of The Witch

Um encontro histórico de blues / rock and roll. Super Session (1968) é o resultado de uma super jam session que durou 9 horas, idealizado por Mike Bloomfield e Al Kooper - ambos haviam tocado juntos em Highway 61 Revisited (1965), de Bob Dylan. Kooper havia acabado de gravar com o Blood, Sweat & Tears e reservou dois dias em um estúdio de Los Angeles para trabalhar com Mike Bloomfield. Recrutaram o tecladista Barry Goldberg e o baixista Harvey Brooks, ambos membros da banda de Bloomfield e que estavam deixando o Electric Flag, além de um conhecido baterista de estúdio, "Fast" Eddie Hoh.

No primeiro dia gravaram as cinco primeiras músicas do álbum e, no dia seguinte, Bloomfield desapareceu repentinamente após sofrer um ataque de insônia crônica, provavelmente causado pelo uso de heroína. Rapidamente, Kooper convidou Stephen Stills para finalizar o álbum, ou seja, da faixa 6 à 9.

Os metais foram acrescidos posteriormente, durante a mixagem do álbum, que custou a bagatela de US$13.000. Kooper perdoou Mike Bloomfiled pela mancada e ambos fizeram alguns shows com material desse álbum, dois deles registrados no discos ao vivo Live Adventures Of Mike Bloomfield And Al Kooper e Al Kooper and Mike Bloomfield: The Lost Concert Tapes, ambos de 1968. Imperdível! Blues, soul e rock and roll de altíssima qualidade."

 

 

 

 

 

Palavras ao Vento - Cassia Eller

Na doce melancolia de um samba canção, nos roucos acordes de um novo blues, no swing enfezado que dava ao rock roll, Cassia Eller foi grande.

Lembro que recebia amigos no meu apartamento para assistirmos a um documentário fabuloso sobre a sua trajetória, infelizmente está perdido entre as 10 mil mídias que tenho espalhada pelos armários, todavia fica a lembrança de uma pessoa tímida, extremamente carismática, autêntica, honesta que nos deixou máximas: “Não preciso pisar no pescoço de alguém para ser feliz...”; “Entrevistas evito, porque sou muito tímida”, “Não visto bandeira alguma, não faço panfletagem...”

Estava limpa há um bom tempo segundo dizem amigos e parentes, no dia do seu falecimento ligou para uma amiga dar uma volta na praia com ela em torno das 9 horas, ao meio dia passou mal, aos 14 horas faleceu.

 

 

 

 

 

Wake Me Up When September Ends - Green Day

"O verão veio e foi-se. O inocente nunca sobrevive, me acorde quando setembro acabar. Como meu pai veio para ir embora, sete anos passaram tão rápido. Acorde-me quando setembro acabar. Como meu pai veio para ir embora vinte anos passaram tão rápido, acorde-me quando setembro acabar"

 

 

 

 

People Power - Billy Paul / Protestos pelo assassinato de George Floyd HD

Sobre uma de suas canções, Billy Paul: "Esta canção estava à frente de seu tempo", afirmou o artista muitos anos depois. "Agora é muito popular. Recuperou o tempo perdido, agora temos um presidente negro", disse tempos atrás, em referência a Barack Obama.

Nascido no dia 1º de dezembro de 1934, na Filadélfia, Billy Paul (seu nome de batismo era Paul Williams) começou sua carreira musical aos 11 anos de idade, quando apareceu na estação de rádio local WPEN. No início da jornada profissional, ele costumava se apresentar em clubes e universidades ao lado de nomes icônicos como Charlie "Bird" Parker, Nina Simone, Miles Davis e Roberta Flack. Após servir no Exército, Paul lançou seu primeiro álbum "Feelin 'Good ao Cadillac Club", em 1968.

A fama mundial veio com um dos maiores sucessos dos anos 70, de Paul é a faixa "Me and Mrs. Jones", de 1972. A canção foi número um na Billboard Hot 100 e R&B e levou um Grammy. Depois de mais alguns grandes hits, como "Your Soung", "Only The Strong Survive", e letras com forte cunho social, perdeu espaço no fim da década. Iniciava-se uma período de longas turnês pelo mundo inteiro para públicos médios e pequenos. Faleceu em 2016. Subestimado, dia a dia está sendo resgatada sua grandeza."

 

 

 

 

 

Walkin' - Horace Parlan

London, Paraty, Campinas-SP and the classic jazz "Walkin" with Horace Parlan. Horace Parlan overcame physical disability and thrived as a pianist despite it. His right hand was partially disabled by polio in his childhood, but Parlan made frenetic, highly rhythmic right hand phrases part of his characteristic style, contrasting them with striking left-hand chords.

He also infused blues and R&B influences into his style, playing in a stark, sometimes somber fashion. Parlan has always cited Ahmad Jamal and Bud Powell as prime influences. He began playing in R&B bands during the ’50s, joining Charles Mingus’ group from 1957 to 1959 following a move from Pittsburgh to New York. Mingus aided his career enormously, both through his recordings and his influence. Parlan played with Booker Ervin in 1960 and 1961, then in the Eddie “Lockjaw” Davis-Johnny Griffin quintet in 1962.

Parlan played with Rahsaan Roland Kirk from 1963 to 1966, and had a strong series of Blue Note recordings in the ’60s. He left America for Copenhagen in 1973, and gained international recognition for some stunning albums on Steeplechase, including a pair of superb duet sessions with Archie Shepp. He also recorded with Dexter Gordon, Red Mitchell, and in the ’80s Frank Foster and Michal Urbaniak. He also has recorded extensively for SteepleChase, Enja, and Timeless. ~ Ron Wynn"

 

 

 

 

 

Cruisin - Huey Lewis And The News

"Cruisin' together baby let's cruise away from here don't be confused the way is clear and if you want it you got it forever this is not a one-night stand, baby, so..You're gonna fly away glad you're going my way I love it when we're cruisin' together ,usic is played for love cruisin' it made for love I love it when we're cruisin' together.."

 

 

 

 

 

Don't Stop - Fleetwood Mac

O reencontro do grupo foi em janeiro de 1993, quando tocaram na festa da posse de Bill Clinton, que havia usado a canção "Don't Stop(Thinking About Tomorrow)" durante a campanha à Presidência dos Estados Unidos.

Em 1977, um dos álbuns mais bem sucedidos da história chegou ao mercado. Calcula-se que nessas quatro décadas, mais de 45 milhões de cópias de "Rumours" do Fleetwood Mac tenham sido vendidas mundialmente.

Rumours" nasceu da dicotomia sucesso profissional a nível mundial com o homônimo disco anterior, de 1975, que chegou ao topo da parada norte-americana e uma crise emocional afetando membros do grupo. Com três compositores de mão cheia, Buckingham, Nicks e McVie e altamente inspirados, seria difícil para eles não fazerem um disco inesquecível.

Nas décadas de 60 e 70, a indústria fonográfica começou a lidar com o individualismo e hedonismo entorpecido reproduzido na cultura, hoje exacerbado.

Em 1977, no entanto, a ressaca já havia chegado para alguns: concebido sob tretas homéricas entre os membros, Rumors é um desabafo sobre as implosões internas que, no fim das contas, não impediram a banda de conceber um clássico. Uma obra tão bem acabada, melódica e com uma produção exemplar.

Apesar de ter flertado com o pop em momentos anteriores, foi com a adição do duo Stevie Nicks e Lindsey Buckingham ao line up, em 1975, que o mercado abraçou o Mac com força total. O hit “Rhiannon” colocou a banda no topo das paradas, mas nem tudo ia bem nos bastidores: Nicks e Buckingham decidiam se separar, ao passo que Christine e John McVie (teclado e baixo) mal se falavam após o divórcio e o baterista e fundador, Mick Fleetwood, permanecia avulso na quadrilha, mas lidava com a traição da esposa com seu melhor amigo.

"Don't Stop" de McVie foi transformada em ícone norte-americano após sua versão pró America na campanha de 92. A mensagem otimista de sua letra segue inspirando pessoas pelo mundo ainda hoje. O single "Don't Stop" na época chegou ao terceiro lugar nos EUA. Rumours foi escolhido como o vigésimo quinto(25) melhor álbum de todos os tempos pelos editores da revista Rolling Stones em Dezembro de 2003. No ano do seu lançamento passou 31 semanas na primeira posição dos mais vendidos.

 

 

 

 

 

Samba de Verão - So Nice . M. Valle & Andy Willians

Marcos Kostenbader Valle (Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1943). Compositor, cantor, instrumentista, arranjador. Estuda piano clássico dos 5 aos 16 anos e acordeão, instrumento que toca em seus primeiros conjuntos.

Na adolescência, aprende violão e forma trio com Edu Lobo (1943) e Dori Caymmi (1943). Em 1963, algumas de suas composições, em parceria com o irmão Paulo Sérgio Valle (1940), são gravadas pelo Tamba Trio e Os Cariocas. Estreia como cantor em seu primeiro LP, Samba “Demais” (1964).

Abandona o curso de Direito para se dedicar à música. Viaja aos Estados Unidos como integrante do grupo Brasil’65, liderado pelo pianista Sérgio Mendes (1941). Depois de um ano, lança no Brasil o LP O Compositor e o Cantor (1965).

Após o sucesso de “Samba de Verão” (“Summer Samba”), na gravação de 1966 do organista Walter Wanderley (1932-1986), grava nos Estados Unidos, o LP instrumental Braziliance: Marcos Valle and His Music (1967) e Samba’68 (1968). Este, em inglês, cantado em dueto com a Anamaria de Carvalho (1947), sua esposa na época"

 

 

 

 

Clipes Sunrise Musics Acesse Aqui

Home
Links

Artes Plásticas: A Arte do Brasil Holândes | A Arte do Egito Antigo | Arte Pré-Colombiana | Arte Tibetana | Beatriz Milhazes | Capela Sistina | Caravaggio, Pintor da luz e das trevas da alma | Damien Hirst | Francisco Goya | Frida: A Dor da Vida, A Dor Da Arte | Henri Rosseau | Impression : Soleit Levant | Kandinsky | La persistencia de la memoria | Las Meninas | Luz e Espaço | Manet | Meus Quadros - Leandro Reis | O quadro mais famoso do mundo | O Retrato do Doutor Gachet | Os pastores de Arcadia | Pablo Picasso | Pintura Barroca | Pintura Metafísica | Pinturas de Estradas | Rembrandt | Vieira da Silva | Virgem dos Rochedos, A | William Blake | Henri de Toulouse-Lautrec

Cinema: 1944, O Ano Noir |  A Falta que Nos Move | A Verdade Interna Revelada? | Alain Resnais | Alice no País das Maravilhas | Antonioni | As maiores canções do cinema - 0s 25 melhores filmes de todos os tempos | Bergman | Billy Wilder | Blow Up | Cahiers du Cinema | Cinzas da Guerra | Chinatown | Coincidências do Amor ( The Switch ) | Conversas com Scorsese | Ed Wood, Gênio? | Fellini | Garbo | Grandes atrizes francesas | Grande Musicais | Hachiko | Kiss Me Kate | Kundun | L’Enfer de Clouzo | Liz Taylor: Mito | Max Ophuls | Munich | Neo-Realismo Italiano | No Direction Home - Bob Dylan | O amor de Leon Cakoff | Os magos | Pier Paolo Pasolini | Rediscovering | Shane | Steven Spielberg | Sunset Boulevard | The Gang's All Here | Um estranho no ninho | Untold history of the United States | Awake .

Literatura: Arthur Clarke | Clássicos da Literatura | Dom Quixote | Jose Saramago | Joseph Conrad | Grande Gatsby, O | Grandes Poetas por Will Durant | Literatura Inglesa | Mario, Íntimo e pessoal | Vermelho e o Negros, O | Viagem do Elefante, A | Yeats e Joyce resgatam a identidade da Irlanda | Sobre preciosidades evolutivas | Carlyle e a Revolução

Outras: A Flauta Mágica | Antunes Filho | A Cabra ou Quem é SylviaAs pecas de Oscar Wilde | Bejart | Catedral de Chartres | Contemporaneidade | Daquele Instante em Diante |  Debussy, Schoenberg e Stravinsky | Grandes Arquitetos |  Hair | I´m Not There | Lacroix na ArteMistérios e paradoxos de Chopin, para Freire |  Niemeyer, construindo identidades | Nona Sinfonia | Queremos Miles |  Teatro | The Doors Are Open | Ray Charles Live in France 1961 (2011) | Sonho de uma Noite de Verão | Living in The Material World: George Harrison | Edgard Scandurra Estraçalhante | H.Hancock, Lenda Viva do Jazz | Kung Fu | Pina: Visceras de amor | Lou Reed | Música Sacra | Baden Powell Quartet | Todo Aquele Jazz | Osama Kitajima | Eric Clapton 70 | Jimmy Burns, ícone do blues de Chicago | O Lago dos Cisnes | Don Giovanni | Songs 50´s | Joe Harriott | Kindred Spirits Live | Top 10 Composers | Videoclipes | The Carters | Vamos Indo | Clipes Sunrise