B E R L I N

História

Berlin é uma cidade relativamente nova para os padrões europeus de cidades milenares. Na antiguidade, a escolha da localização do povoado observava um dos três requisitos, a existência de recursos naturais, fortificações naturais ou rota comercial. Contudo, o local escolhido para a construção de Berlin não possuia nenhum dos três, como bem observou Alexandra Richie em “Faust’s Metropolis”, que conta a história da cidade: - “Berlin parece vir do nada, a partir do solo arenoso por alguma força oculta”.


Fundação Berlin
Clique na imagem para amplia-la

Como se não bastasse a atipicidade de sua localização, Berlin começou como um cidade germinada a partir de dois povoamentos de comerciantes que se estabeleceram às margens do Rio Spree no atual Bairro de Mitte (Centro). Cada povoamento, Berlin (norte do Rio Spree) e Cölnn (na ilha formada pelo Rio Spree), possuia sua própria atividade econômica, Berlin, voltada para o comércio, cresceu ao redor do seu Molkemarkt (mercado do soro “de leite”); Cölnn, ligada às atividades de pesca, desenvolveu-se a partir do seu Fischmarkt (mercado de peixe).

O primeiro documento sobre a existência da cidade é de 28 de outubro de 1237, elaborado pelo Padre Simeon Probst, que se referiu à cidade-irmã, Cölnn (o documento se encontra no Museu da Catedral, Brandenburg an der Havel). Em razão de ser considerada a primeira referência documental, a data passou a ser aceita como sendo a do aniversário de Berlin, muito embora, evidências históricas indicam que o local já fora habitado por tribos eslavas (Heveller e Sprewanen) , inclusive, em 2008, arqueólogos encontraram em Petriplatz (Mitte) restos de um carvalho, que se estimou ser de 1183.


Arqueologia em Petriplatz
Clique na imagem para amplia-la

A igreja mais antiga de Berlin, Nikolaikirche (Igreja de São Nicolau), é contemporânea à fundação da cidade (1230), porém, só foi mencionada em 1245. Não é por acaso que a igreja foi dedicada à São Nicolau, padroeiro dos marinheiros e comerciantes, fundadores das cidades-irmãs. Por volta de 1270 (primeira menção 1292) foi construída a St. Marienkirche (Igreja de Maria), edificação histórica, também localizada no Centro de Berlin.


Berlin Nikolaikirche
Clique na imagem para amplia-la

Em 1307, as cidades-irmãs formaram uma unidade nas questões externas, para fins políticos e de segurança, já que à época a preocupação com a segurança era comum, mantendo-se, contudo, independentes com relação às questões internas, com as administrações municipais de Cölnn e Berlin, independência que perdurou por mais 400 anos.

Em 1360, Berlin-Cölnn ingressam na Liga Hanseática (Hansebundes), que era uma aliança comercial de cidades medievais, tal aliança permitia o comércio de longa distância, protegendo os comerciantes e defendendo os seus interesses, porém, em 1518, Berlin-Cölnn retiraram-se da liga.

Moeda comemorativa 2006 – 650 Anos da Liga Hanseática - 10 €

No ano de 1376, incêncio devastador destruiu as casas de madeira de Cölnn e, em 1380, outro grande incêndio atingiu Berlin destruindo a prefeitura comum de Berlin-Cölnn que, supostamente, situava-se perto da Romain-Roland Strasse, em virtude do incêndio a ampliação da igreja de Nikolaikirche foi interrompida. Após sua conclusão (séc. XV), a igreja permaneceu intacta até ser destruída pelos bombardeiros da 2ª Guerra Mundial, sendo reconstruída após o fim do conflito.

A Câmara Municipal de Berlin-Cölnn foi construída em 1390, e permanece no mesmo local até os dias de hoje (Rathausstraße - bis 1951 Königstraße). Em 1861, foi remodelada necessitando a demolição de casas vizinhas, a obra, idealizada pelo arquiteto Friedrich Waesemann, utilizou tijolos vermelhos e ampliou a altura da torre central, resultando num edifício de aspecto imponente e original, conhecida por Rotes Rathaus (Prefeitura Vermelha).


Rotes Rathaus
Clique na imagem para amplia-la

Em 1411, Friedrich Von Nurenberg, da dinastia dos Hohenzollern, é nomeado pelo Rei Alemão, Sigismund, como margrave (título dado pelo Sacro Império Romano-Germânico aos nobres estabelecidos nas regiões de fronteira) de Brandenburgo (Estado onde se situavam Berlin-Cölnn) e, em 1415, após rechaçar facções rivais, Friedrich foi recompensado pelo rei, que lhe concedeu o Estado de Brandenburgo como feudo, com os respectivos direitos hereditários.


Friedrich I

Clique na imagem para amplia-la

Berlin e Cölnn uniram-se em um único município, em 1432, no entanto, a unificação perdurou até 1442, quando se separaram novamente a mando de Friedrich II. Em 31 de julho de 1443, embora a população tenha contestado o empreendimento, foi iniciada a construção de um castelo em Cölnn a mando de Friedrich II. O Stadtschloss (palácio da cidade) foi concluído, em 1448, e tornou-se residência permanente dos Hohenzollern, em 1486.


Stadtschloss

Clique na imagem para amplia-la

Em 1539, a reforma protestante chega ao Estado de Brandenburgo, e a igreja de São Nicolau (Nikolaikirche), originalmente católica, torna-se a primeira igreja luterana da cidade, Joachim II participa da primeira celebração realizada na igreja como principal mentor da mudança.

A peste bubônica atinge Berlin-Cölnn, e causa a morte de mais de 4.000 pessoas no ano de 1576, posteriormente, a Guerra dos Trinta Anos (1618/1648), que eclodiu na Europa em virtude de razões políticas, religiosas e dinásticas, destruiu mais de 1/3 da cidade e dizimou metade da população, que ficou reduzida a meros 6.000 habitantes.

Em 1658, com o final da Guerra dos Trinta Anos, o soberano Friedrich Wilhelm, então com 20 anos de idade, iniciou a construção de uma extensa fortificação ao redor de Berlin-Cölnn, fortificação que resultou numa extensa muralha em formato de estrela com 13 pontas, a obra utilizou-se dos mais modernos conhecimentos de defesa existentes na época, e a construção foi terminada, em 1683, remanescentes da fortificação ainda podem ser vistos no Märkischen Museum.


Fortificações Berlin

Clique na imagem para amplia-la

Em 29 de outubro de 1685, Friedrich William (soberano à época) emitiu o “Edital de Potsdam” que incentivava a imigração de refugiados protestantes à Brandenburgo, como resultado do citado edital, grande número de protestantes, principalmente, de origem francesa, perseguidos nos países de origem, emigraram para as cidades-irmãs de Berlin-Cölnn.

Friedrich I intitula-se rei na Prússia, em 1701, e elege Berlin como a capital do novo reino, oito anos depois, Berlin torna-se uma única cidade, resultado da sua fusão com a cidade-irmã Cölnn, e mais as cidades de Friedrichswerder, Dorotheenstadt e Friedrichstadt. Em 1709, Berlin unificada contava com 55.000 habitantes.

Em 1740, Friedrich II foi coroado o novo Rei da Prússia (1740/1786), tendo implementado grandes obras em Berlin, que podem ser vistas nas proximidades da Strasse Unter den Linden, como o Kronprinzenpalais (Palácio da Princesa), o Opernpalais (Palácio da Ópera), o Prinz-Heinrich-Palais (Palácio do Princípe Heinrich) e a St. Hedwigs-Kathedrale (Catedral Santa Edwirges), à época, Berlin prosperou e tornou-se um dos centros do iluminismo.


Antigo Portão de Brandenburgo 1764

Clique na imagem para amplia-la

O Brandenburger Tor (Portão de Brandenburgo) é inaugurado, em 1791, no Centro de Berlin, entre as ruas Unter den Linden e Ebertstrasse. Restaurado entre 2000/2002, o Portão de Brandenburgo é considerado um dos mais importantes monumentos europeus.

Em 27 de outubro de 1806, Napoleão Bonaparte marcha sobre Berlin, e suas tropas permaneceram na cidade até 1808, tendo sido definitivamente derrotadas, em 1814, na Guerra da Sexta Coligação. Em 1810, é fundada a primeira Universidade de Berlin, atualmente, denominada Humboldt-Universität, cujo prédio principal situa-se no Prinz-Heinrich-Palais (Strasse Unter den Linden).


Humboldt-Universität
1938

Clique na imagem para amplia-la

Com a derrota da França, a capital da Prússia, Berlin, experimentou grande desenvolvimento econômico, são dessa época a iluminação à gás da Unter de Linden (1826), o Museumszweckbau (1830), a primeira linha ferroviária ligando Berlin a Potsdam (1838), o primeiro zoológico da cidade (1844), que era o maior do mundo, também foram instaladas importantes indústrias, como a Siemens, a Schering, e a AEG.

Em março de 1848, o empobrecimento da população, a luta pela liberdade de imprensa e pela criação do parlamento alemão, desencadeou revolução liberal em toda a Alemanha, em Berlin, os revolucionários obtiveram êxito inicial, porém, em novembro daquele ano, o general prussiano, Friedrich von Wrangel, acompanhado de exército com 13.000 soldados, invadiu Berlin e pós fim à revolução, a Platz des 18 (próximo ao Portão de Brandenburgo) recorda o acontecimento

A atual prefeitura de Berlin denominada Rotes Rathaus (prefeitura vermelha), em função da construção com tijolos vermelhos, iniciada, em 1861, e concluída, em 1869, localiza-se na Rathausstrasse (rua da prefeitura), no Bairro de Mitte (centro).

Em 18 de janeiro de 1871, a união de 25 estados alemães somados ao reino da Alsácia-Lorena, sob a liderança do Rei da Prússia, Wilhelm I, que se auto-proclamou imperador e declarou-se comandante supremo do exército e da frota, com poderes para convocar e fechar o Bundesrat (Parlamento alemão), originou o renascimento do Deutschen Reichs (Império Alemão), conhecimento, simplesmente, como Reich, que perdurou até 1918.

A Alemanha na virada de século possuía mais de 56 milhões de habitantes (população atual, 82 milhões – 2008), ao tempo em que Berlin contava com população de 1,9 milhões de habitantes. De acordo com enquete habitacional realizada, em 1903, Berlin era a cidade mais populosa do mundo.

No período entre 1914 e 1918, eclodiu a Primeira Guerra Mundial e, em consequencia, houve grande falta de alimentos em Berlin, o deslocamento de mão-de-obra rural e animais de tração para a guerra, além do bloqueio marítimo britânico, ocasionaram em redução drástica na oferta de alimentos. No inverno de 1916/1917, chamado de Kohlrübenwinter (Inverno do repolho com nabo), a população estava faminta e desencadeou motins contidos pelo exército.


Rosa de Luxemburgo

Clique na imagem para amplia-la

Terminada a I Guerra Mundial, Wilhelm I exilou-se na Holanda, e o poder ficou a cargo do socialista moderado, Friedrich Ebert, que tinha como aliados os militares alemães. Em janeiro de 1919, estoura sangrenta revolução em Berlin denominada Spartakusaufstand (Revolta Spartacist), trabalhadores apoiados por socialistas independentes e por comunistas da Spartacist Liga, liderados Karl Liebknecht e Rosa Luxemburgo, tentaram tomar o poder, contudo, foram derrotados pelos Freikorps (Corpo Livre, organização paramilitar aliada do governo).

Em 1920, foi criada a Grande Berlin incorporando cidades vizinhas, municípios rurais e vilas, a população da cidade atingiu cerca de 3,8 milhões de habitantes, a maior cidade do continente e importante centro cultural, à época, viviam em Berlin, Albert Eistein, George Grosz (pintor) e Arnold Zweig (escritor).


Tratado de Versalhes

Em virtude da derrota na 1ª Guerra Mundial, pelo Tratado de Versalhes, a Alemanha se obrigou a pagar grandes somas de dinheiro, em vista disso o país entrou em crise econômica, o que gerou grande espiral inflacionária, em setembro de 1923, o pão de centeio chegou a custar 3,6 milhões de marcos, no ápice da crise, um dólar valia 4,2 trilhões de marcos.

O ano de 1932 foi marcado pela Grande Crise Econômica Mundial e Berlin, cidade cosmopolita e industrial, foi duramente afetada com a crise, em dezembro de 1932, a taxa de desemprego atinge o patamar de 630 mil pessoas, diversas manifestações eclodem na cidade, a República é enfraquecida pela ascensão da esquerda e dos nazistas, Adolf Hitler chega ao poder, em janeiro de 1933, tornando-se o chanceler da Alemanha.


Berlin - Kohlrübenwinter

Clique na imagem para amplia-la

Importante notar que Berlin não é o berço do movimento nazista, que se originou no sul da Alemanha, no Estado da Baviera (capital Munique), contudo, Berlin era a capital do país e, forçosamente, as ações desencadeadas pelos nazistas tinham como epicentro a cidade. Em 10 de maio de 1933, ocorre a famosa queima de livros proscritos pela ideologia nazista (Marx, Freud, etc.) na Opernplatz (Praça da Ópera) em Berlin, e em diversas cidades dos país (Bonn, Dresden, Frankfurt, Munique, etc.).


Queima de Livros em Berlin 1933

Clique na imagem para amplia-la

Como resultado da ideologia nazista, Adolf Hitler suicidou-se, em 30 de abril de 1945, no Bunker existente no subsolo da Chancelaria Alemã em Berlin (Vossstrase n. 06, Mitte), e a cidade foi repartida entre os principais países aliados (União Soviética, França, Inglaterra e Estados Unidos), tornando-se uma ilha no meio do território alemão oriental, e a capital da Alemanha Ocidental foi transferida para a cidade de Bonn.

Em agosto de 1961, começou a construção do Muro de Berlin, inicialmente, uma cerca de arame fardo que evoluiu até transformar-se, no ano de 1975. em um muro com 3,6 m de altura, 1,2 m de largura e 140km de comprimento.

Em 1967, iniciam-se manifestações estudantis em Berlin, em junho daquele ano, um estudante foi morto por um policial em manifestação contra a visita do Xá Reza Pahlavi, novas manifestações violentas ocorrem em Berlin, o movimento era contrário à ordem mundial de exploração dos países pobres e à injustiça social.

O início da década de 70 é marcado por significativos avanços políticos para flexibilizar a comunicação entre Berlin Ocidental e Berlin Oriental, acesso telefônico (abril/1971), negociações ente a Alemanha Ocidental e a Alemanha Oriental sobre questões de interesse comum (junho/1971), possibilidade de viagens (junho/1972).


Günter Schabowski

Clique na imagem para amplia-la

Em 09 de novembro de 1989, Günter Schabowski, primeiro secretário de Berlin Oriental e membro do Politburo soviético, anunciou a suspensão das regras relativas às viagens, regras que foram confundidas pelos oficiais de fronteira que acabaram por permitir êxodo da população, e a derrubada do Muro de Berlin. Contudo, a reunificação só viria ocorrer, em 03 de outubro de 1990.

Após a reunificação, em junho de 1991, Berlin volta a ser capital federal. A Constituição da cidade obteve o apoio de mais de 70% de votos, o texto ampliou a participação dos cidadãos por intermédio dos institutos do referendo e da iniciativa popular. Em 1995, foi aprovado o projeto de reforma do prédio do Parlamento Alemão, projetado por arquitetos ingleses (Foster e Partners) , que inovaram ao criar uma cúpula de vidro no antigo prédio do Reichstag.


Reunificação 1989

Clique na imagem para amplia-la

Em 2000, primeira reunião do Parlamento alemão no prédio do Reichstag reformado, durante esse período, novas obras são realizadas na cidade: Chancelaria Federal (maio/2001), Portão de Brandenburgo (out/2002), Estádio Olímpico (jun/2004), Túnel sob o Tiergarten (mar/2006), Estação Central (maio/2006).

A Copa do Mundo de Futebol é realizada pela segunda vez na Alemanha (em 1974, na antiga RFA) e, em 09 de julho de 2006, Berlin assistia ao jogo final entre Itália e França, vencido pelos italianos. Em 2008, conclui-se a licitação para a reconstrução do castelo da cidade, completando-se as edificações do centro histórico.

Em 24 de julho de 2008, o então candidato, Barack Obama, perante uma multidão de mais de 200 mil pessoas, retratou bem o espírito da nova Berlin ao dizer: - “Esta cidade, de todas as cidades, conhece o sonho da liberdade” !


Barack Obama Berlin 2008

Clique na imagem para amplia-la

 

Turismo

Berlin é uma cidade cosmopolita, dos 3,4 milhões de habitantes mais de 473 mil são naturais de outros países, edifícios de arquitetura clássica misturam-se a modernos edifícios e blocos de apartamentos na antiga área comunista. Dizer que Berlin vicia não se trata de nenhum exagero, já que a cidade oferece inúmeras opções de lazer e entretenimento. A cidade também é conhecida pelas extensas áreas verdes que ocupam quase 40% do seu território, o que lhe confere também o caráter de cidade preservacionista, prova disso é o Tiergarten, extensa área verde situada bem no centro da cidade.


Tiergarten

Clique na imagem para amplia-la

Para conhecer a cidade pode-se contar com um sistema de transporte público rápido e eficiente, sendo que muitos passeios podem ser feitos à pé, de bicicleta ou de barco. O ciclismo é um capítulo a parte no sistema de transporte, desde 2003, o Plano de Transporte Urbano vem incentivando o tráfego de bicicletas, para os anos de 2008/2009 foram destinados 2,5 milhões de euros para o setor, atualmente, cerca de 200 ruas mantém faixa exclusiva para ciclistas. O aluguel de uma bicicleta, custa, em média, 10E/dia, para planejar os itinenários consulte o site (http://www.bbbike.de), especialmente criado para ciclismo em Berlin.


Bikes in Berlin

Clique na imagem para amplia-la

O passeio à pé pelo centro antigo inicia-se no prédio da Reichstag (Platz der Republik), próximo ao Portão de Brandenburgo, a partir do qual se acessa a famosa Rua Unter den Linden, onde se pode conhecer um pouco da antiga Berlin, nessa rua situam-se a Biblioteca Estadual, a Universidade Humboldt, a Ópera Estadual, o Museu Histórico Alemão, até aqui são cerca de 2km de caminhada, depois, atravessa-se a ponte, a continuação passa chamar-se Rua Karl-Liebknecht, nessa, deve-se atingir a também histórica, Spaudauer Strasse, quando se deve dobrar a direita, em direção ao quarteirão da Nikolaiviertel, o mais antigo da cidade, e o Molkemarkt, a partir do qual se iniciou a cidade, retornando pela Rua Spaudauer Strasse deve-se seguir até a Rathaus Strasse, rua da prefeitura de Berlin (Rotes Rathaus), e pela passagem, conclui-se o tour histórico na Alexanderplatz.


Unter den Linden

Clique na imagem para amplia-la

Em sentido contrário à Unter den Linden, a partir do Portão de Brandenburgo, pode-se ir ao Tiergarten, extensa área verde, localizada no Centro de Berlin, com cerca de 200 hectares, inicialmente, vale a pena conhecer a Platz der Republick (Praça da República), situada a cerca de 500 metros a noroeste do Portão de Brandenburgo, onde se encontra o prédio do Bundestag (antigo Reichstag), acessando a Willy Brandt Strasse, no sentido sul, pode-se conhecer o prédio da famosa Filarmônica de Berlin (do maestro Herbert Von Karajan), na região norte do parque situa-se o gabinete presidencial, o Jardim Inglês, e a Casa da Cultura Mundial; no sul, o Memorial à Resistência Alemã, e a sudoeste, os monumentos à Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht. O Zoológico de Berlin não fica no Tiergarten, como se poderia supor, localiza-se sim na Hardenbergplatz 8.


Platz der Republick

Clique na imagem para amplia-la

Em resumo, a área em torno do Portão de Brandenburgo é onde se localiza a maior parte dos prédios históricos da cidade, o Portão de Brandenburgo, com sua arquitetura neoclássica grega, foi construído, em 1791, em arenito, e possui a quadriga, estátua de um carro puxado por quatro cavalos conduzidos pela deusa da mitologia romana, Vitória.


Portão de Brandenburgo

Clique na imagem para amplia-la

Para conhecer mais da história de Berlin e do mundo, a cidade conta com mais de 170 museus, o Museu Pergamon com o seu famoso altar Pergamon, um dos mais visitados da cidade, possui com valiosas obras da antiguidade grega e romana, além de importantes artefatos do Médio Oriente. O Bode-Museum, reformado recentemente ao custo de 152 milhões de euros, apresenta excelentes coleções da Arte Bizantina, onde se pode vislumbrar um magnífico hall de entrada, destacando-se a escultura equestre do “Grande Eleitor“. O Museu da Ilha (construído 1823-1830) também é um dos museus mais visitados da cidade, onde são apresentadas obras clássicas gregas, no setor Papyrus Collection, o famoso busto da rainha egípcia, Nefertiti.


Museu da Ilha

Clique na imagem para amplia-la

Os passeios de barco são outro meio de locomoção alternativo para conhecer-se a cidade. Berlin mantém centenas de quilometros de águas navegáveis, percorrendo o Rio Spree pode-se margear os prédios do Reichstag e outros prédios públicos do Bundestag. Um tour muito procurado é o que percorre a parte histórica de Berlin, passando pela Chancelaria Federal, pela Ilha Museu, e pela Torre de TV, com início na Start für diese. ((www.berliner-charterschiffe.de www.berliner-charterschiffe.de).


Rio Spree

Clique na imagem para amplia-la

O Potsdamer Platz, localizado na região sudoeste do Tiergarten a cerca de 1 Km do Portão de Brandenburgo, é a visão da moderna Berlin, imponentes edifícios de arquitetura arrojada, como o Sony Center, proporcionam comércio variado, cafés, restaurantes, cinemas, que se localizam na Praça Marlene-Dietrich, misturam-se a escritórios de empresas multinacionais e hotéis de renome internacional, como o Ritz-Carlton e o Marriot. Os arredores de Berlin são uma boa opção para os viajantes que querem sossego e contato com a natureza. A aldeia medieval de Marzahn, mencionada pela primeira vez em 1300, é uma opção de lugar tranquilo e pitoresco, onde se pode conhecer o Museu do Artesanato e o Moinho, situa-se no Distrito de Lichtenberg.


Potsdamer Platz

Clique na imagem para amplia-la

Berlin é um dos principais destinos escolares da Alemanha, a frase, por si só, denota a segurança que a cidade oferece, não obstante ser a maior da Alemanha, seja pelo número de habitantes, seja pela quantidade de estrangeiros. Berlin, sem dúvida, é um dos mais modernos e importantes centros urbanos do mundo, que vale ser conhecida.


Clique na imagem para amplia-la

Para conhecer

Alexanderplatz (Praça Alexander) – A praça tem seu nome em homenagem à visita do czar russo, Alexander I (1805), a partir da qual ganhou importantes construções, como o S-Bahn em 1882, o Mercado Central Hall, em 1886, e o metrô, em 1913. Durante a época do muro Alexanderplatz foi o centro de Berlin Oriental, atualmente, apelidada de “Alex” pelos berlinenses, a praça remodelada após a devastação da 2ª Guerra, embora seja um enorme calçadão em desnível, é um dos principais marcos de Berlin, tendo a “Fonte da Amizade dos Povos” (1969) seu principal ponto turístico.


Alexanderplatz

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Alexanderplatz 10.178

Transportes: Ônibus – S + U Alexanderplatz Bhf: S5, S7, S9 e S75. Metrô - S + U Alexanderplatz Bhf /Dirksenstr.: U2, U5 e U8.

 

Alte Bibliothek (Biblioteca antiga) – Construída entre 1775 e 1780, cópia de projeto austríaco que, curiosamente, só foi implementado 100 anos mais tarde (1889), contudo, como quase a maioria dos prédios públicos, a biblioteca foi destruída durante a 2ª Guerra, e reconstruída na década de 60, atualmente, abriga a Universidade de Direito de Berlin.


Alte Bibliothek

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto aos docentes

Unter den Linden 10.117, Bebelplatz

Transportes: Ônibus – S + U Friedrichstrasse Bhf: S1, S2, S5, S9, S25 e S79. Metrô - S + U Friedrichstrasse Bahn: U6

 

Bauhaus Archiv Museum of Design - O museu foi concebido para apresentar uma das mais importantes escolas de arquitetura e design do Séc. XX, a The Bauhaus (1919-1933), que se originou com a proposta de “Construindo o futuro”, além de peças da escola, a coleção é composta por estudos, projetos arquitetônicos, fotografias e maquetes. O museu possui arquitetura arrojada (Walter Gropius e Alexander Cvijanovic) e se localiza próxima da Vila Von Der Heydet, último exemplo de meados do séc. XIX.


Bauhaus Archiv Museum of Design

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto de quarta a segunda, das 10 às 17hs

Klingelhöferstraße 14

Transportes: Nollendorfplatz U-Bahn (Ônibus) – n. 100, M29, 187 e 106 Lützowplatz.

Site: www.bauhaus.de

 

Blockhaus Nikolskoe – Histórica casa construída em estilo camponês russo (1819), em homenagem à visita do Czar Nicolau, atualmente, é ocupado por restaurante turístico localizado em local tranquilo com maravilhosa vista para o Havel, onde são oferecidos pratos regionais, razão porque o local é muito procurado para celebrações. Após ter sofrido um incêndio, em 1984, a casa foi reconstruída mantendo fielmente o projeto original.


Blockhaus Nikolskoe

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente

Nikolskoe Weg 15 -14109 Berlin 14109

Tel: 030-8052914

Transportes: Autocarro - Pfaueninsel : 218 Pfaueninsel: 218

Site: www.blockhaus-nikolskoe.de

 

Bode-Museum - Inaugurado em 1904, originalmente denominado Kaiser Friedrich-Museum, foi rebatizado para Bode-Museum, em 1956, construído em estilo neo-barroco o edifício situa-se ás margens do Rio Spree, possui coleção de esculturas bizantinas, da idade média, renascentistas (início), gótico italiano, além da famosa coleção de numismática, uma das maiores do mundo, possui galerias interessantes com a Galeria das Crianças (Kindergalerie). O museu começou a ser restaurado, em 1990, e reinaugurado, em sua totalidade, em outubro de 2006.


Bode-Museum

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente das 10 às 18hs (exceto às terças, das 10 às 22hs)

Monbijoubrücke -14109 Berlin 10178

Tel: 030-20905577

Transportes: U-Bahn U6 (Friedrichstrasse) ou S-Berlin Hauptbah, S5, S7, S9 e S75Pfaueninsel : 218

Site: www.smb.museum

 

Botanischer Garten (Jardim Botânico) – O Jardim Botânico, que pertence à Universidade de Berlin, situa-se numa área de 43 hectares, idealizado no Séc. XIX (1897), foi inaugurado em 1910, e hoje, possui mais de 20 mil espécies de plantas, incluindo, uma estufa de 25 metros de altura e área de 1.700m², onde se encontra o jardim tropical, um dos maiores do mundo. Anexo encontra-se o museu botânico que apresenta grande coleção florística, o Jardim Botânico recebe cerca de meio milhão de pessoas ao ano.


Botanischer Garten

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente, o horário de fechamento é variado (entre 16 e 21hs), o de abertura, sempre às 9hs

Königin-Luise-Str. 6-8 6-8 14195 Berlin 14195

Tel: 030-83850100

Transportes: Autocarro - Rohlfsstr. : 101 Rohlfsstrasse: 101,Schmidt-Ott-Str. : X83 Schmidt-Ott-Strasse: X83,Königin-Luise-Platz/Botanischer Garten : X83 Königin-Luise-Platz/Botanischer Jardim: X83

Pfaueninsel : 218

Site: www.botanischer-garten-berlin.de

 

Brandenburger Tor (Portão de Brandenburgo) – Um dos principais monumentos da Alemanha, inaugurado em 1791, em memória de Freidrich II, situa-se em ponto estratégico da cidade, a partir do qual pode-se, à pé, conhecer boa parte dos pontos turísticos da cidade. O Portão de Brandenburgo, inspirado na Acrópole grega, possui 26 metros de altura, é sustentada por 06 colunas dóricas, e possui em sua parte superior a quadriga (carro romano puxado por 04 cavalos) dirigida pela deusa Vitória.


Portão de Brandenburgo

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente

Pariser Platz 10117 Berlin 10117

Transportes: S-Bahn: S Unter den Linden : S1, S2, S25 S Unter den Linden: S1, S2, S25

 

Berlin Mauer (Muro de Berlin) – Cerca de 1,3km do antigo muro de Berlin subsistem com pinturas de artistas de várias partes do mundo, daí porque, agora, denominada East Side Gallery. Verdadeiro monumento dedicado à paz e à democracia, sucedâneo da guerra fria e autoritarismo que separaram Berlin na era comunista.


Muro de Berlin

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente

Mühlenstrasse (perto Oberbaumbrücke) 10243 Berlin 10243

Transportes: S-Bahn: S+U Warschauer Str. : S3, S5, S7, S75, S9 S + U Warschauer Strasse: S3, S5, S7, S75, S9 ,U-Bahn: Metro: S+U Warschauer Str. : U1 S + U Warschauer Strasse: U1 U Schlesisches Tor : U1 U Schlesisches Tor: U1

www.die-berliner-mauer.de/en/mauergalerie.html

 

Fasanenstrasse - A rua não só abriga importantes lojas de grife, como Bulgari, Cartier, Chanel, Gucci e Louis Vuitton, como também interessante vida cultural, como o café da Literaturhaus ou casa da Literatura, situado no nº 23 da Fasanenstrasse, que oferece, além do café, palestras e livraria, em um ambiente com jardim e quartos para leitura ou alimentação. A Casa da Literatura é um importante encontro da vida literária, em Berlim. As redondesas da rua também oferecem variada gama de atrações, como teatros, ópera, e restaurantes.


Fasanenstrasse

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Informações:

Aberto diariamente

Fasanenstrasse 10719 Berlin 10719

Transportes: S-Bahn: Savignyplatz SS Savignyplatz : S5, S7, S75, S9 - S5, S7, S75, S9,U-Bahn: Metro: U Uhlandstr. : U1 U Uhlandstr.: U1 U Kurfürstendamm : U1, U9 U Kurfürstendamm: U1, U9

 

Fernsehturm Berlim – A torre de televisão de Berlin é considerada o edifício mais alto do país (368m). Construído na época da RDA (República Democrática da Alemanha), a torre foi inaugurada, em 1969, e é um dos locais mais visitados da cidade (1 milhão/ano), um verdadeiro monumento de onde se pode enxergar 40km de distância em dias claros. Conta com um piso de restaurante.


Fernsehturm Berlim

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente das 9 às 24hs, no inverno (nov/fev) abre às 10hs.

Alexanderplatz 10719 Berlin 10178

Transportes: S-Bahn: S+U Alexanderplatz Bhf : S5, S7, S75, S9 S + U Alexanderplatz Bhf: S5, S7, S75, S9 S Hackescher Markt : S5, S7, S75, S9 S Hackescher Markt: S5, S7, S75, S9

www.berlinerfernsehturm.de

 

Friedrichswerdersche Kirche (Igreja) – Construída entre 1824 e 1831 no Bairro de Mitte (Centro), a igreja é considerada a primeira da cidade em estilo neo-gótico, antes de sua construção existia no local a Reithaus (celeiro eleitoral), as duas torres frontais e a abóboda da igreja (vista de dentro) criam um visual úncio, que se deve conhecer.


Friedrichswerdersche Kirche

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente das 9 às 24hs, no inverno (nov/fev) abre às 10hs.

Werderscher Markt 1 10719 Berlin 10117

Transportes: Metro: U Hausvogteiplatz : U2 U Hausvogteiplatz: U2 U Spittelmarkt : U2 Spittelmarkt U: U2

 

Gendarmenmarkt - Uma das praças mais bonitas de Berlin (séc. XVIII) é composta por três edifícios da época, o Konzerthaus (Casa de Concertos), o edifício mais recente dos três (1821), o Deutscher Dom (Catedral Alemã), de 1708, e Dom Französischer, o mais antigo dos três, edificado pela comunidade huguenote (protestantes franceses), em 1705. O nome atual é derivado do regimento Gens d'Armes que tiveram seus estábulos aqui no período de 1736 a 1782.


Gendarmenmarkt

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente.

Gendarmenmarkt 10117

10117 Berlin

Transportes: Metro:
U Hausvogteiplatz : U2 U Hausvogteiplatz: U2 U Stadtmitte/Leipziger Str. : U6 U Cidade / Leipziger Str.: U6 U Stadtmitte : U2, U6 U City Center: U2, U6 U Französische Str. : U6 U Französische Str.: U6

 

Humboldt Universität – Projetado, entre 1748 e 1766, para ser um palácio real, contudo, a idéia que acabou abortada pelo monarca Friedrich, e o edifício passou a abrigar a Universität zu Berlin (Universidade de Berlim), fundada em 1810, por Wilhelm von Humbolt, desde 1949, em homenagem ao fundador e ao seu irmão, Alexander von Humboldt, passou-se a chamar Humboldt Universität.


Humboldt Universität

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto aos docentes
Unter den Linden 6 - 10117

10117 Berlin

Transportes: S-Bahn: S+U Friedrichstr. S + U Friedrichstrasse.
Bhf : S1, S2, S25, S5, S7, S75, S9 Bhf: S1, S2, S25, S5, S7, S75, S9

www.hu-berlin.de

 

KaDeWe - – O maior centro comercial de Berlin, a loja de departamentos, KaDeWe, fundada em 1907, é conhecida internacionalmente pela grande variedade de itens, principalmente, na área de vestuário e beleza, comparada à inglesa, Harrods, e à francesa, Galerias Lafayette, a loja ainda oferece uma excelente área gastronômica.


KaDeWe

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto de seg./quinta 9h30-20hs, sex. 10-21hs, sáb. 9h30-20hs, e aos domingos das 13 às 18hs.

Tauentzienstr. 21-24 - 10789

10117 Berlin

Transportes: Metro: U Wittenbergplatz : U1, U2, U3 U Wittenberg Platz: U1, U2, U3
U Augsburger Str. : U3 Augsburger Strasse U:

http://www.kadewe.de/

 

Kronprinzenpalais –– O prédio foi originalmente construído, em 1663, para abrigar um Hofsekretärs (Secretário dos Hohenzollern), foi reformado por Philipp Gerlach, em 1733, e praticamente reconstruído, em 1857, para o imperador Frederick III, mantendo-se somente o pórtico original com sua arquitetura clássica, desde então funcionando como palácio real do Império Prussiano. Entre os anos de 1919 e 1937, funcionou como o primeiro museu de arte contemporânea do mundo. No edifício foi assinado o tratado de reunificação alemã, em 31.08.1991. Atualmente, o local é utilizado para exposições diversas.


Kronprinzenpalais

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Unter den Linden 3 - 1011710117 Berlin

Transportes: Metro: U Französische Str. : U6 U Französische Str.: U6 U Hausvogteiplatz U2U Hausvogteiplatz : U2

http://www.dhm.de/

 

Lustgarten (jardim do prazer)- Um dos lugares mais tradicionais de Berlin, idealizado, em 1646, por ex-combatentes da Guerra dos 30 anos, o jardim monumento, localizado entre Karl-Liebknecht-Strasse, Kupfergraben, Altes Museum eo Berliner Dom, originalmente composto por arvoreto, aviário, estátuas, esculturas, chafarizes, fontes e espelhos d'água, a partir de 1790, foram acrescentadas quadras de saibro, grama e semeadas novas árvores. Durante a República de Weimar era o local preferido para os comícios políticos, em função da sua grande dimensão. Na atualidade, o Lustgarten foi reformado, conforme projeto de Schinkel (1998/1999), tendo sido homenageado, em 2001, com premio de projeto arquitetônico.


Lustgarten

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente

Lustgarten 10178

10117 Berlin

Transportes: Metro:
U Hausvogteiplatz : U2 U Hausvogteiplatz: U2

 

Marienkirche (Igreja de Maria) - A história da Marienkirche confunde-se com a própria história de Berlin, os primeiros registros, de 1292, como igreja paroquial do Neustadt (Nova cidade), danificada por, pelo menos, um dos dois grandes incêndios, de 1376 e 1380, a igreja foi restaurada, no entanto, a torre é do Séc. XV (no átrio da torre, existe a denominada “dança da morte”) surgiu após a epidemia de 1484, restaurada completamente em 1893/1895, e após a devastação da II Guerra Mundial, é um dos lugares mais antigos de Berlin.


Marienkirche

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente

Karl-Liebknecht-Str. 8 8 - 1017810178 Berlin

10117 Berlin

Transportes: Metro: U Klosterstr. : U2 U Klosterstr.: U2 U Weinmeisterstr./Gipsstr. : U8 U Weinmeisterstr. / Gipsstr.: U8 S+U Alexanderplatz Bhf/Gontardstr. : U2, U5, U8 S + U Alexanderplatz Bhf / Gontardstr.: U2, U5, U8

www.marienkirche-berlin.de

 

Marzahn (cidade antiga de Marzahn) – O distrito medieval de Marzahn, composto por cinco aldeias:Biesdorf, Hellersdorf, Kaulsdorf, Marzahn e Mahlsdorf, com população estimada de 251.000 habitantes, possui registros documentados de assentamentos datados do período 1300-1375, quando a região começou a ser utilizada para agricultura. Em 1920, o distrito foi incorporado à cidade de Berlin, mas manteve as construções medievais do séc. XIV. Atualmente, Marzahn é membro da Associação Gesundes Städtnetzwerk (Cidades Saudáveis), tendo sido reconhecida como cidade sustentável, no ano de 1996.


Marzahn

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Marzahn-hellersdorf – Nordeste de Berlin8 10178 Berlin

10117 Berlin

Transportes: S-S7 linhas Bahn e S75 nas estações Springpfuhl e PoelchaustraßeU Klosterstr. : U2U Märkisches Museum : U2U Märkisches Museum/Inselstr. : U2

U Klosterstr. : U2

www.marzahn-hellersdorf.org

 

Molkenmarkt (mercado do soro de leite) – Possivelmente, o Mercado do Soro de Leite é o lugar mais antigo da cidade, pois é citado antes mesmo das cidades-irmãs, Berlim (1244) e Colin (1237), porém, somente no final do século XIII, após reformado, o novo mercado adquiriu as proporções de um grande mercado. Atualmente, conta com restaurantes e bancas de antiquário, e de roupas.


Molkenmarkt

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Molkenmarkt 8 1017910178 Berlin

10117 Berlin

Transportes: Metro: U Klosterstr. : U2U Märkisches Museum : U2U Märkisches Museum: U2 U Märkisches Museum/Inselstr. : U2 U Märkisches Museu / Inselstr.: U2

U Klosterstr. : U2

www.molkenmarkt.de

 

Nikolaikirche (Igreja de São Nicolau) – Edificada entre 1220 e 1230, a Igreja de São Nicolau é a mais antiga da cidade, ou melhor, seus registros são mais velhos que a própria cidade, a igreja, inicialmente, uma paróquia católica, tornou-se protestante com Joachim II, na Reforma Protestante. A torre foi construída, entre 1467-1468, localizada na parte oriental de Berlim, no bairro de Mitte. A área ao redor da igreja, a mais antiga da cidade, conhecida como o Nikolaiviertel, compõe-se da Rua Spandauer, da Rua da Prefeitura (Rathausstraße), do rio Spree e do Mühlendamm.


Nikolaikirche

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto de seg./sex. 12-16hs - sáb. 11-15hs – dom. 14-16hs.

Carl-Schurz-Strasse8 10178 Berlin13597 Berlin -13597

10117 Berlin

Transportes: Metro:U Altstadt Spandau : U7 Altstadt Spandau U: U7 S Spandau Bhf : U7 S Spandau Bhf: U7 S+U Rathaus Spandau : U7 S + U Rathaus Spandau: U7 U Klosterstr. : U2U Märkisches Museum : U2U Märkisches Museum/Inselstr. : U2

U Klosterstr. : U2

www.nikolai-spandau.de

 

Pariser Platz (Praça Parisiense) – A praça foi construída, em 1734, e situa-se no Bairro de Mitte (centro) de Berlim, ao lado do Portão de Brandemburgo, no final da Unter den Linden. O nome da capital francesa é uma homenagem à ocupação aliada de Paris, em 1814, terminada a II Guerra Mundial, todos os edifícios tinham se tornado escombros, sobrando apenas o pé esquerdo do Portão de Brandenburgo, tendo dividido a cidade durante a época do Muro de Berlin.


Pariser Platz

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Pariser Platz 8 10178 Berlin13597 Berlin- 10117

10117 Berlin

Transportes: S-Bahn: S Unter den Linden : S1, S2, S25 S Unter den Linden: S1, S2, S25 U-Bahn: Metro: U Mohrenstr.: U2U Mohrenstr. : U2

U Klosterstr. : U2U Märkisches Museum : U2U Märkisches Museum/Inselstr. : U2

U Klosterstr. : U2

 

Pergamon Museum – Construído entre 1910 e 1930, o Museu de Pérgamo é considerado o mais visitado da Alemanha (2006), e compõe-se de três edifícios e uma praça central, a sua coleção abrange peças da antiguidade do Oriente Médio e da arte islâmica, destacando-se o Altar de Pérgamo, a porta do Mercado de Mileto e a Porta Ishtar (Babilônia), construídos a parte de peças originais extraídas por arqueólogos alemães.


Pergamon Museum

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto de seg./dom. 10-18hs

Kupfergraben 810178 Berlin13597 Berlin-10117

10117 Berlin

Transportes: Metro: S+U Friedrichstr. S + U Friedrichstrasse. Bhf : U6 Bhf: U6 U Klosterstr. : U2U Märkisches Museum : U2U Märkisches Museum/Inselstr. : U2

U Klosterstr. : U2

www.smb.spk-berlin.de

 

Reichstag – Inaugurado em 1894, a palavra "Reichstag" é composta de Reich (Império) e Tag (Assembléia, do verbo tagen), severamente danificado pelos bombardeiros da 2ª Guerra, o prédio foi reconstruído, em 1999, sendo, atualmente, ocupado pelo parlamento (Bundestag) alemão, o destaque do prédio fica para a cúpula de vidro, implantada na reconstrução, donde se pode ver o salão principal do parlamento, funcionando como sede do governo alemão.


Reichstag

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto de seg./dom. 08-24hs

Platz der Republik 810178 Berlin13597 Berlin-11011

10117 Berlin

Transportes: Metro: S+U Friedrichstr. S + Unter den Linden S1, S2Bhf : U6 U Klosterstr. : U2U Märkisches Museum : U2U Märkisches Museum/Inselstr. : U2

U Klosterstr. : U2

www.bundestag.de

 

Rote Rathaus (Prefeitura vermelha) – Construída entre 1861 e 1869, o nome se deve a cor dos tijolos utilizados na construção do edifício, ocupado pelo governo da cidade, desde 1991. A Rote Rathaus localiza-se no Bairro de Mitte, próximo da Alexanderplatz.


Rote Rathaus

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Rathausstrasse 810178 Berlin13597 Berlin-10178

10117 Berlin

Transportes: Metro: S+U Friedrichstr. U Klosterstr.: U2 S + U Alexanderplatz BHF / Gontardstr.: U2, U5, U8S+U Alexanderplatz Bhf/Gontardstr. : U2, U5, U8 S+U Alexanderplatz Bhf : U2, U5, U8 S + U Alexanderplatz Bhf: U2,

U5, U8 Bhf : U6U Klosterstr. : U2U Märkisches Museum : U2U Märkisches Museum/Inselstr. : U2

U Klosterstr. : U2

 

Schloss Charlottenburg - Construído à época da dinastia dos Hohenzollern, o Palácio de Charlottenburg (1697) possui o parque mais antigo da cidade, com grandes gramados e lagos, em estilo barroco francês, banhado pelo Rio Spree, apresenta uma atmosfera tranquila que destoa da movimentada cidade de Berlin. Os aposentos do palácio são ricamente decorados, e conta com grande coleção de pinturas francesas do Séc. XVIII, o nome do palácio é dedicado à rainha Sophie Charlotte (1668/1705).


Schloss Charlottenburg

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto de ter./sáb. 10-17hs

Spandauer Damm 1405914059 Berlin

10117 Berlin

Transportes: Ônibus: Schloss Charlottenburg : 309 Schloss Charlottenburg: 309 Luisenplatz/Schloss Charlottenburg : 109 Luisenplatz / Schloss Charlottenburg: 109 Schlossbrücke : 109 U Klosterstr. : U2U Märkisches Museum : U2U Märkisches Museum/Inselstr. : U2

U Klosterstr. : U2

 

Schloss Sanssouci in Potsdam – Próxima a Berlin fica Potsdam, antiga capital do império prussiano, onde o rei Friedrich, inspirado nos palácios franceses, construiu o Palácio de Sanssouci (1745/1747), famoso pela excelência de seus aposentos e o maravilhoso jardim construído em desníveis. Novas construções empreendidas no Séc. XVIII e XIX agregaram ao conjunto o Neuen Palais (Palácio Novo), o Römischen Baden (Banho Romano) e a expansão dos jardins. A decoração original manteve-se preservada.


Schloss Sanssouci in Potsdam

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto de ter./dom. 10-17hs

Potsdam - Schloss Sanssouci Maulbeerallee Maulbeerallee 1446914469 Potsdam

10117 Berlin

Transportes: http://www.vbb-fahrinfo.deSchloss Charlottenburg : 309Luisenplatz/Schloss Charlottenburg : 109 Schlossbrücke : 109 U Klosterstr. : U2U Märkisches Museum : U2U Märkisches Museum/Inselstr. : U2

www.sanssouci.de

 

Tiergarten – Frederick III (1831/1888) imaginou a criação de uma área de lazer, onde antes era local de caça dos eleitores de Brandemburgo, situado na zona central de Berlin, o Tiergarten é o ponto de encontro dos berlinenses aos fins de semana, onde podem caminhar, jogar futebol ou simplesmente, tomar sol (no verão é claro), verdadeiro pulmão verde que sofreu bastante danos na 2ª Guerra Mundial. Atualmente, o parque abriga, além da imensa área verde, prédios de consulados e instituições do governo, monumentos, pontes, e jardins.


Tiergarten

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto 24 horas, diariamente

Strasse des 17 JuniMaulbeerallee

10117 Berlin

Transportes: S-Bahn: Zoo S: S5, S7, S75, S9S Tiergarten : S5, S7, S75, S9 U-Bahn: Metro: U Hansaplatz U Hansaplatz : U9U9 Bus: Ônibus: U HansaplatzU Hansaplatz : 106 106

U Klosterstr. : U2U Märkisches Museum : U2U Märkisches Museum/Inselstr. : U2

 

Zoo Berlin - O zoológico de Berlin abriga também um excelente aquário, considerado o mais antigo da Alemanha, com mais de 1.400 espécies (incluindo o aquário), fundado pelos naturalistas Alexander von Humboldt e Lichtenstein, em 1844, hoje, o zoo é visitado por cerca de três milhões de pessoas por ano.


Zoo Berlim

Clique na imagem para amplia-la

Informações:

Aberto diariamente, das 9 às 17hs (horários extendidos entre março e outubro)

Hardenbergplatz 8 1078710787 Berlin

10117 Berlin

Transportes: S-Bahn: S+U Zoologischer Garten Bhf : S5, S7, S75, S9 S + U Zoologischer Garten Bhf: S5, S7, S75, S9 U-Bahn: Metro: S+U Zoologischer Garten Bhf : U2, U9 S + U Zoologischer Garten Bhf: U2, U9 U Kurfürstendamm : U1, U9

www.zoo-berlin.de

 

Fuso horário - - 5h / - 4h (horário de verão)

Embaixada do Brasil em Berlin

Wallstrasse 57

http://www.brasilianische-botschaft.de/ F: (00xx4930) 72628-0 e 72628-200


Bandeira


Brasão

Fontes:

www.berlin.de

de.reisen.yahoo.com/p-reisefuehrer-603378-berlin_geschichte-I

userpage.chemie.fu-berlin.de

www.berlin.citysam.de/berlin-geschichte.htm

www.europe-cities.com/en/605/germany/berlin/history

Folha de São Paulo. Guia Visual Folha de São Paulo Alemanha. São Paulo: Publifolha, 2006.

berlin.barwick.de/sights/famous-places/st-marienkirche.html

http://www.smh.com.au/travel/travel-factsheet/berlin--culture-amp-history-

www.chronik-berlin.de/1600.htm

www.vivien-frei-herrmann.de/html/berlingrundung.html -

www.in-berlin-brandenburg.com/Berlin-Geschichte

www.wm2006.deutschland.de

www.in-berlin-brandenburg.com/Berlin-Geschichte/

german-history.suite101.com/article.cfm/berlins_unique_origin

www.timetravel-dvd.com/projekte_Old_Berlin_and_the_splendid_City_Palace/

www.deutsche-schutzgebiete.de/kaiserreich.htm

www.fr-online.de/ww1

www.museumsportal-berlin.de

http://www.aviewoncities.com/berlin

 



Amsterdam | Bahamas | Berlin | Délhi, Mumbai, Chennai and Bangalore | Destinos Românticos | Dubai | Fortaleza | Florianópolis | Jerusalem | I Ilha da Madeira | Londres | Los Angeles | Madrid | Mekong | Montreal | Moscou | Munique | New York | Nordeste | Paris | Rio de Janeiro | Salvador | São Petersburgo | Viena | Martinica